CHiPs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Chips)
Ir para: navegação, pesquisa
CHiPs
CHiPs (BR)
Logotipo da série Chip's e seus protagonistas
Informação geral
Formato Seriado
Género Ação / Drama
Duração 48 min.
Criador(es) Rick Rosner
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Elenco Erik Estrada
Larry Wilcox
Robert Pine
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos NBC
Transmissão original 15 de setembro de 1977 - 17 de julho de 1983
N.º de temporadas 6
N.º de episódios 139

CHiPs é uma série de TV estadunidense, exibida em 6 temporadas, de 1977 a 1983. É baseada nas aventuras de dois patrulheiros rodoviários em motocicletas na Califórnia. A sigla CHiP significa California Highway Patrol, ou Polícia Rodoviária da Califórnia. As duas primeiras temporadas da série foram lançadas em DVD no Brasil.[1] [2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Nas primeiras temporadas, os episódios alternavam momentos de drama e comédia, com esta segunda forma centrada nas ações do patrulheiro porto-riquenho novato Poncherello. Já Baker era o "cérebro" da dupla, não raro exibindo impaciência com o parceiro. Com o aumento da popularidade do "Ponch", além de incrementar seu cachê, Erik exigiu que seu personagem ficasse mais sério e racional. As mudanças não agradaram Wilcox, que alimentou uma rivalidade com Erik até deixar o programa antes da última temporada.
  • Durante a série, o ator Erik Estrada sofreu um grave acidente de moto (agosto de 1979), ficando em coma por cinco dias, quase vindo a falecer. Este episódio ajudou a trazer mais fãs para o programa, pois todos queriam conhecer o ator que quase perdera a vida. O acidente foi introduzido na história de "Ponch", mostrando cenas dele no hospital e a sua recuperação com ajuda de uma bengala.
  • Chips ajudou a melhorar a imagem dos policiais em todo o mundo, pois mostrava patrulheiros corajosos, solícitos e competentes, sempre atentos ao que ocorria de errado nas estradas. Além disso, havia o lado sem a farda: "Ponch" e Baker eram amigos fora do trabalho, e sempre se divertiam juntos. A série mostrava que, apesar da vida de policial, eles viviam um mundo bem igual ao da grande maioria das pessoas, o que ajudou no sucesso.
  • No final dos anos 70 e início dos anos 80, Chips virou uma febre no mundo inteiro, principalmente com as crianças. Larry Wilcox veio ao Brasil e apareceu em comerciais e programas de auditório vestido com seu uniforme de patrulheiro.
  • No Brasil, a série foi a primeira a utilizar o merchandising como forma secundária de rentabilidade. Antes disso, a única renda disponível era a venda da série para as emissoras interessadas. Como o sucesso da série era grande entre as crianças, a empresa de brinquedos Glasslite lançou uma série completa de brinquedos relacionados com a série, e confecções que produziam as roupas dos patrulheiros. Nos Estados Unidos, os brinquedos foram produzidos pela empresa Mego.
  • A série foi exibida inicialmente no Brasil pela TVS, de 1979 até 1982, depois foi para a Rede Record de 1982 até o fim do ano de 1985. Depois foi exibida na Rede Bandeirantes, em 1988. A extinta Rede Manchete exibiu os episódios por volta de 1993. Foi exibida pelo canal de TV a cabo TCM da SKY em 2005 e novamente a partir de maio de 2009 no TCM (NET canal 91).
  • As motos usadas pelos patrulheiros, um dos principais atrativos do programa, eram da marca japonesa Kawasaki. Os rádios comunicadores, da marca Motorola.
  • Em 1999, foi feito o longa Chips 99, com quase todo o elenco original da série, produzido pela TNT, e, exibido pela primeira vez no SBT.
  • A série foi lançada no Brasil em DVD, contendo a dublagem original da BKS.
  • Dubladores brasileiros:
    • Poncherello - Ricardo Marigo
    • Baker - Anibal Munhoz na 1ª temporada e Hamilton Ricardo da 2ª à 5ª temporada
    • Bruce Nelson - Anibal Munhoz na 6ª temporada
    • Sargento Joseph Getraer - Gervásio Marques 1ª temporada, Renato Marcio 2ª temporada e inicio da 3ª e Carlos Campanille - metade da 3ª à 6ª temporada
    • Baricza - Marcelo Belo 2ª temporada a metade da 3ª, Leonardo Camilo - da metade da 3ª à 5ª temporada (na 1ª teve várias vozes)
    • Arthur Grossmann - Waldir Oliveira
    • Bonnie Clark - Márcia Gomes
    • Harlan - Ismael Vieira da 2a a 5a temporadas e Eleu Salvador na 6a temporada

Referências

  1. Guia dos episódios da série. Página visitada em June 30, 2006.
  2. (March 1986) "Journal of the Audio Engineering Society": 190 pp.. Audio Engineering Society.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]