Setor de Diversões Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Conic)
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
BSB SDS 01.jpg

O Setor de Diversões Sul, mais conhecido pela alcunha de Conic, é um centro de comércio e entretenimento muito conhecido de Brasília, localizado entre a Rodoviária e o Setor Comercial Sul.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Localizado em um dos pontos mais nobres de Brasília, no cruzamento entre os eixos viários que estruturam o traçado urbano da cidade (Eixo Rodoviário e Monumental), está localizado o Setor de Diversões Sul, popularmente conhecido como Conic. A ideia de um "Setor de Diversões"foi apresentada no Relatório do Plano Piloto, documento produzido pelo arquiteto Lucio Costa, que constavam dos dados conceptuais e diretrizes de projeto a serem desenvolvidos durante a implantação da cidade.

O projeto foi também elaborado por Costa (um dos poucos dentro de Brasília), como estratégia para a rápida execução e ocupação do centro da cidade. Este projeto constituía-se de um parcelamento urbano do solo, com definições das dimensões dos lotes e gabarito das alturas dos edifícios. Morfologicamente o partido arquitetônico estava estruturado na forma de um quarteirão. Seria composto de edifícios perimetrais em altura, que abrigariam salas de escritórios nos andares superiores, e edifícios mais baixos que deveriam abrigar casas de espetáculos, cinemas e teatros. Estes edifícios seriam ligados por meio de vielas e pequenos largos, criando um espaço propício à socialização.

Localizado no SDS (Setor de Diversões Sul), o Centro Comercial com comércio variado, de caráter mais popular abriga igrejas, boates, sala de teatro, cinema, bares, sindicatos e lojas das mais variadas. A sigla CONIC veio do nome da construtora que ergueu os primeiros prédios do setor, ainda na década de 60.

O CONIC foi inaugurado por volta de 1967, ou seja, sete anos após a inauguração da nova capital, sendo o primeiro edifício voltado para a Esplanada dos Ministérios. Na época Brasília contava com aproximadamente 90.000 habitantes, a maioria moradora do Plano Piloto (ainda em fase de implantação) e algumas poucas cidades satélites (Taguatinga, Gama, Sobradinho, Núcleo Bandeirante). De fato, a burocracia do Estado que vinha se instalando em Brasília ainda era em pequeno número: os órgãos públicos e as embaixadas, foram chegando devagar, alguns deles resistindo à mudança, enquanto outros permanecem até hoje na antiga capital.

Assim, o CONIC era de fato longe e de difícil acesso para os moradores na época, não exercendo um papel de centro de diversões cotidianas e rotineiras tal qual havia imaginado o seu idealizador. Como iremos observar mais à frente, o edifício vai assumindo funções que se alternam com a consolidação do projeto da nova capital, em cada momento funcionando de forma integrada à vida da cidade.

Mesmo assim, apesar de nunca ter se transformado naquilo que foi planejado, logo após sua inauguração o CONIC atraiu embaixadas ainda em fase de implantação na cidade com suas sedes em construção. Esta presença atraía restaurantes e lojas mais sofisticadas quase que concretizando a imagem primeira o edifício. A história mostra que, uma vez terminado a construção de suas sedes e toda a atividade de rotina sendo transferida, o CONIC sofre muito rapidamente um processo de esvaziamento de suas funções e muda devagar o uso de suas instalações. Começam a aparecer clubes noturnos, bares pouco sofisticados dando início à degradação da área, na medida em que espanta a classe média do Plano e é esquecido pelas autoridades locais.

Ver Dissertação de Mestrado: Centro de Brasília: projeto e reconfiguração - estudo de caso do Setor de Diversões Sul - Conic Link para download Erro de citação: </ref> de fecho em falta, para o elemento <ref> </ref>