Champs-Élysées

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Champs-Élysées
Paris,  França
Foto de Champs-Élysées
A avenida Champs-Élysées vista do Arco do Triunfo
Mapa de Champs-Élysées
Inauguração 1670
Extensão 1910 metros
Largura da pista 70 metros
Início Place de la Concorde
Fim Place Charles de Gaulle

A Avenue des Champs-Élysées (AFI[avəny de ʃɑ̃z‿eliˈze] pronúncia ajuda · ficheiro · ouvir, em português: Avenida Campos Elísios) é uma prestigiada avenida de Paris, na França. Com os seus cinemas, cafés, lojas de especialidades luxuosas e árvores de castanheiros-da-índia, a Avenue des Champs-Élysées é uma das mais famosas ruas do mundo e com aluguéis que chegam a 1,1 milhão (USD 1,5 milhão) por ano, por 92,9 metros quadrados de espaço, ela continua a ser a segunda avenida mais cara em imóveis em toda a Europa, tendo sido recentemente (em 2010) ultrapassada pela Bond Street, em Londres.[1] [2] [3] O nome em francês Campos Elísios, faz referência ao paraíso dos mortos na mitologia grega, ao contrário do Tártaro.

A Avenue des Champs-Élysées é conhecida na França como La plus belle avenue du monde ("A avenida mais bela do mundo ").[4] A chegada de lojas de redes globais nos últimos anos tem mudado notavelmente o seu caráter e, em um primeiro esforço para conter essas mudanças, a cidade de Paris (que tem chamado esta tendência de "banalização") decidiu, em 2007, proibir a multinacional sueca H&M de abrir uma loja na avenida.[3] Em 2008, porém, a cadeia de vestuário estadunidense Abercrombie & Fitch conseguiu abrir uma loja.[5]

Descrição[editar | editar código-fonte]

A avenida tem 71 metros de largura por 1,9 km de comprimento, iniciando-se na Place de la Concorde, junto ao Obelisco de Luxor, Museu do Louvre e Jardins das Tulherias,[6] e segue a orientação sudeste-noroeste e termina na praça Charles de Gaulle, onde está o Arco do Triunfo. O prolongamento para noroeste na direcção do Grande Arco de la Défense é efetuado pela Avenida de la Grande Armée. Situa-se no 8º arrondissement de Paris, a noroeste da cidade.

A avenue des Champs-Élysées forma o Eixo histórico de Paris.

Um dos principais destinos turísticos em Paris, a parte inferior da Champs-Élysées é delimitada por edifícios como o Théâtre Marigny e o Grand Palais (que contém o Palais de la Découverte). O Palácio do Eliseu é um pouco ao norte, mas não na própria avenida. Mais a oeste, a avenida está alinhada com cinemas, cafés e restaurantes, e lojas especializadas de luxo. A Champs-Élysées termina no Arco do Triunfo, construído por Napoleão Bonaparte para homenagear suas conquistas.

Esta avenida é servida pelos metrôs: Concorde, Charles de Gaulle - Étoile, Champs-Élysées - Clemenceau, Franklin D. Roosevelt et George V.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros projectos de construção de uma grande avenida em linha recta no que é hoje o Champs-Élysées datam de 1667, pelo arquitecto Le Nôtre. A avenida foi sendo prolongada ao longo do século XVIII. É actualmente o local dos grandes desfiles patrióticos franceses, como o de comemoração do armistício da Primeira Guerra Mundial.

Calçada da Champs-Élysées à noite.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]
  2. Stretches of New York City's Fifth Avenue contain the world's most expensive real estate.
  3. a b Elaine Sciolino, "Megastores March Up Avenue, and Paris Takes to Barricades", New York Times, 21 January 2007.
  4. [2]
  5. Paris next stop on A&F's expansion trail (November 25, 2008). Visitado em December 4, 2008. [ligação inativa]
  6. [3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Champs-Élysées