Cotis I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Junho de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Cotis I nasceu durante o reinado de Seutes I. Tornou-se rei após matar o rei trácio anterior Hebrizelmis. Ao ganhar o trono odrisiano, os atenienses se aliaram a ele. Com o objetivo de aumentar a sua influência política, Cotis casou a sua filha com o general ateniense Ifícrates, que logo se torna a pessoa mais importante no comando do reino, depois do rei. Em algum momento, Timóteo, filho de Conon, derrotou Cotis, levando 1200 talentos como pilhagem para o tesouro de Atenas.[1]

Em 375 a.C., os tribálios, uma poderosa tribo trácia da região da Mésia, rebelou-se contra o reino. Uma das razões da revolta seria que os tribálios não tinham acesso aos bens de luxo, entre outros bens do sul. A rebelião cessou após a reconstrução da cidade de Pistiros.

Na revolta de Ariobarzanes contra o Império Aquemênida, Cotis se opôs aos seus aliados atenienses. Logo após, ele estaria em guerra com estes pela possessão do Quersoneso trácio (atual península de Gallipoli). Foi vitorioso e, até 359 a.C., Cotis controlou toda a península Quersoneso. Neste mesmo ano, ele promove uma aliança com o novo rei da Macedônia, Felipe II. Em 358 a.C., é assassinado pelos filhos de um homem, por vingança.

Seu neto Menesteu, filho de Ifícrates, quando perguntado se ele tinha mais respeito por sua mãe ou por seu pai, respondeu que era pela mãe; como a resposta pareceu estranha, ele respondeu que, por seu pai, ele foi feito um trácio, mas por sua mãe, ele foi feito um ateniense.[2]

Referências

  1. Cornélio Nepos, As vidas dos comandantes famosos, Timóteo, 1
  2. Cornélio Nepos, As vidas dos comandantes famosos, Ifícrates, 3
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.