Cruza-bico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCruza-bico
Dois cruza-bicos machos

Dois cruza-bicos machos
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Fringillidae
Género: Loxia
Espécie: L. curvirostra
Nome binomial
Loxia curvirostra
(Linnaeus, 1758)

O cruza-bico-comum (Loxia curvirostra) é uma ave da família Fringillidae. A sua característica mais marcante é o bico, cujas mandíbulas se cruzam na extremidade, permitindo-lhe abrir pinhas, para extrair as sementes do seu interior. Se alimentam quase exclusivamente das pinhas das coníferas, especialmente as dos pinheiros. Os machos maduros são roxos ou alaranjados.

Distribui-se por quase toda a Europa, sendo especialmente comum no norte do continente; ocorre igualmente na Ásia e América do Norte onde é conhecido como bico-torto-vermelho. Em certos anos registam-se irrupções (migrações em massa para sul) e então a espécie pode ser observada em Portugal, sobretudo no Outono.

Cruza-bico fêmea.
Loxia curvirostra MHNT

Se reproduz nos bosques de pinheiros. Algumas populações se reproduzem nos bosques de pinhos em certas áreas dos três continentes, e na América do Norte algumas populações se reproduzem nos bosques de abeto. Faz seu ninho nas coníferas, onde põe 3 a 5 ovos. O cruza-bico é normalmente residente, pode fazer migrações para o sul se a comida for insuficiente. Esta espécie viaja em grandes bandos fora do período de cruzamento.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cruza-bico