Desonestidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Desonestidade é uma palavra que, no uso comum, pode ser definida como o ato ou agir sem honestidade. Ele é usado para descrever a falta de probidade, o enganar [1] , mentir ou ser deliberadamente enganoso ou uma falta de integridade, os atos velhacos, perfidiosidade, a corrupção ou a covardia. É usado sobre charlatanismo e charlatões.

Desonestidade é o componente fundamental da maioria dos delitos relacionados com a aquisição, conversão e alienação de bens (tangíveis ou intangíveis), definidos no direito penal como fraude.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. The effect of anomie on academic dishonesty among university students. Albert Caruana, B. Ramaseshan, Michael T. Ewing Journal: International Journal of Educational Management Year: 2000 Volume: 14 Issue: 1 Page: 23 - 30

Ver também[editar | editar código-fonte]