Corrupção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Corrupção considerado hediondo pela maioria dos países do mundo civilizado, é o ato ou efeito de se corromper de forma "crescente - espiraladaa" o CRIME segundo entendimento jurídico, ao oferecer algo para obter vantagem - criminosa em negociatas onde se favorecem uma ou mais pessoa em quadrilhas - organizadas que acabam por prejudicar-se e ao mesmo tempo se prejudicando e prejudicando a outras e a comunidade como um todo, sempre de EFEITO - NACIONAL, segundo Sigmund Freud, que tratou do assunto em sua obra deveras conhecida e também desenvolvida pelos seus discípulos que aprofundaram ao assunto pela sua envergadura - criminosa. É na forma simples de o entender o de tirar vantagem do poder atribuído por ser/estar EM - QUADRILHA, pois onde tem Corrupção, necessariamente o tem uma quadrilha segundo Yung, discípulo de Freud.

A "Corrupção" vem do latim corruptus, que significa "quebrado em pedaços" e/ou "PARTIDO", o sendo/estando na verdadeira concepção de "corrup + tus", do latim. O verbo "corromper" significa "tornar-se podre" no "PARTIR-SE", no que Freud identifica "quanto menos somos, melhor passamos"(em inglês). No Brasil, há um projeto de lei aprovado pelo Senado em junho de 2013 e atualmente em análise pela Câmara dos Deputados do Brasil propondo que se considere a corrupção um crime hediondo, como na maioria do mundo civilizado o sendo imprescritível. [1] [2] Segundo Calil Simão, é pressuposto necessário para a instalação da corrupção a ausência de interesse ou compromisso com o bem comum, de uma MENTE - CRIMINOSA, segundo Sigmund Freud:

Cquote1.svg A corrupção social ou estatal é caracterizada pela incapacidade moral dos cidadãos de assumir compromissos voltados ao bem comum. Vale dizer, os cidadãos mostram-se incapazes de fazer coisas que não lhes traga uma gratificação pessoal. Cquote2.svg
Calil Simão[3]

Corrupção na legislação[editar | editar código-fonte]

Com a aprovação da lei no Brasil, os condenados por corrupção perdem direito à anistia, indulto e pagamento de fiança para serem libertados. O direito da liberdade condicional diminui e a pena de prisão pode ser de 4 até 13 anos.[2]

Exemplos de corrupção[editar | editar código-fonte]

  • Oferecer ou aceitar suborno.
  • Favorecer determinada empresa em licitação em troca de algo.
  • Favorecer políticos em troca de cargo público, assistência médica, cesta básica etc.
  • Omitir quando ver algo errado

Tipos de Corrupção[editar | editar código-fonte]

Conceitos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Senado aprova projeto de lei que torna corrupção crime hediondo. Portal R7 (26 de junho de 2013). Página visitada em 26 de junho de 2013.
  2. a b Corrupção no Brasil passa a ser crime crime hediondo. Público (27 de junho de 2013). Página visitada em 27 de junho de 2013.
  3. SIMÃO, Calil. Improbidade Administrativa - Teoria e Prática. Leme: J.H. Mizuno, 2011, p. 34.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]