JSTOR

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
JSTOR
Requer pagamento? Sim(a maior parte)
Gênero Portal
Cadastro Sim
Idiomas Inglês
Lançamento 1995
Página oficial http://www.jstor.org

JSTOR (acrônimo para Journal Storage) é um sistema online de arquivamento de periódicos acadêmicos sediado nos Estados Unidos, fundada em 1995.

JSTOR foi originalmente fundada pela Fundação Andrew W. Mellon, mas é atualmente uma organização sem fins lucrativos independente, auto-sustentável, com escritórios em Nova Iorque e Ann Arbor (Michigan).

História[editar | editar código-fonte]

O JSTOR foi concebido como uma solução para um dos problemas enfrentados pelas bibliotecas, especialmente bibliotecas universitárias e de pesquisa, devido ao crescente número de periódicos acadêmicos. O fundador, William G. Bowen, foi o presidente da Universidade de Princeton de 1972 a 1988.[1] A maioria das bibliotecas defrontou-se com custos e espaço proibitivos para manter uma coleção desses periódicos. Digitalizando muitos títulos das publicações, a JSTOR permitiu a bibliotecas terceirizar o armazenamento desses periódicos, com a confiança de que permaneceriam disponíveis por longo tempo.

O JSTOR originalmente incluia dez periódicos de economia e história, e foi iniciado em 1995 em sete sítios de diferentes bibliotecas. Dez novos sítios foram adicionados na primavera de 1996. Posteriormente o acesso ao JSTOR foi melhorado, permitindo pesquisa diretamente nos textos. Um software especial foi posto em prática para tornar as fotografias e gráficos claros e legíveis.[2]

Com o sucesso deste projeto, mas ainda limitado, Bowen e Kevin Guthrie, então presidentes do JSTOR, se interessaram em expandir o número de periódicos participantes. Eles se reuniram com representantes do Royal Society de Londres, e foi realizado um acordo para digitalizar o Philosophical Transactions of the Royal Society desde suas primeiras edições em 1665. O trabalho de inclusão desses volumes ao JSTOR foi completado em 2000.[3] Em junho de 2007, o banco de dados continha 729 títulos de periódicos e mais de 165.000 edições individuais, totalizando mais de 23 milhões de páginas de texto.[4]

Uso e conteúdo[editar | editar código-fonte]

Acesso ao JSTOR é licenciado principalmente a bibliotecas, universidades e editores de todo o mundo. Instituições licenciadas podem fazer o JSTOR disponível livremente para seus membros através da internet. Subscrições individuais também estão disponíveis para determinados títulos das publicações através da editora do periódico.

Referências

  1. Leitch, Alexander. Bowen, William Gordon. Princeton University Press.
  2. Taylor, John. (2001). "JSTOR: An Electronic Archive from 1665". Notes and Records of the Royal Society of London 55 (1).
  3. Taylor (2001) pp. 180-181
  4. JSTOR: Facts and Figures (Web) JSTOR (2007). Página visitada em 2007-06-18.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]