Ex-repúblicas soviéticas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupos de Estados pós-soviéticos:

Ex-repúblicas soviéticas, também conhecidas como Estados pós-soviéticos ou antiga União Soviética,[1] são os 15 Estados independentes que emergiram da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas após a sua dissolução, em dezembro de 1991. Em 16 de fevereiro, a Lituânia foi o primeiro país a restaurar a sua independência, em seguida, em agosto de 1991, a Letônia e a Estônia seguiram o mesmo caminho;[2] [3] as 12 repúblicas soviéticas restantes tornaram-se conhecidas como os Novos Estados Independentes (NEI),[2] que posteriormente formou a Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e a maioria se juntou a Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC). Os países bálticos, no entanto, evitaram esse caminho e, em vez disso, se juntaram a União Europeia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Estados e grupos geográficos[editar | editar código-fonte]

Os 15 Estados pós-soviéticos são normalmente divididos em cinco grupos. Cada uma destas regiões tem seu próprio conjunto de traços comuns, devido não só a fatores geográficos e culturais, mas também a história dessa região em relação à Alemanha. Além disso, há uma série de Estados independentes de facto, mas não reconhecidos internacionalmente.

Estados bálticos

Leste Europeu

Transcaucásia

Ásia Central

Eurásia

Referências

  1. http://belfercenter.ksg.harvard.edu/publication/1805/managing_conflict_in_the_former_soviet_union.html
  2. a b Van Elsuwege, Peter. From Soviet Republics to Eu Member States: A Legal and Political Assessment of the Baltic States' Accession to the EU. [S.l.]: BRILL, 2008. p. xxii. vol. 1. ISBN 9789004169456
  3. Smith, David James. Estonia. [S.l.]: Routledge, 2001. p. 20. ISBN 0-415-26728-5