Dharana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dharana é um termo sânscrito (Devanagari: धारणा) vem da raiz sânscrita dhri, que significa segurar ou reter,concentração, às vezes conhecida como samadhana é um dos oito ramos do yoga clássico.

A base deste exercício yogue esta no ekagrata, concentração em um único ponto.

A pratica de concentração, que precede a contemplação ou meditação profunda (dhyana), é fundamental que o yogi proceda a introversão, limitando a atividade mental a apenas a contemplação de um objeto observado.

Ela representa a reunião das energias físicas, que é acompanham por um alto grau de inibição ou introversão pratyahara. e diminuição do ritmo do pensamento reflexivo. A concentração yogue pode ter um ampla variedade de objetos artha, como uma mandala, um yantra ou um bijamantra. Quando a concentração aumenta surge o dhyana.

Existem praticas de dharana para a focalização de partes internas do corpo e a retenção da respiração.

É a sexta parte do Asthanga yoga.

A diferença entre Dharana, Dhyana, e Samadhi está no nível de concentração empregado pelo praticante.

Referências[editar | editar código-fonte]

Yoga sutras de Patanjali, (3.1): Dharana é afixação de citta (consciência) em um desha(foco).

Amrita Nada Upanishad: entenda-a como a samkshepa (focalização) da mente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Concentração-desconcentração