Difusão anômala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Difusão anômala é um termo usado para descrever um processo de difusão com uma relação não linear ao tempo, em contraste ao típico processo de difusão, no qual o deslocamento quadrático médio (DQM) de uma partícula é uma função linear do tempo.

A difusão é freqüentemente descrita por uma lei de potência, dqm(t) ~ Dtα, onde D é o coeficiente de difusão e t é o tempo decorrido. Em um típico processo de difusão, α = 1. Se α > 1, o fenômeno é chamado superdifusão. Superdifusão pode ser resultado de processos de transporte celular ativo. Se α < 1, a partícula sofre subdifusão. [1] Subdifusão tem sido proposta como uma medida de "apinhamento" (excesso de partículas, como as moléculas presentes, dificultando sua movimentação) macromolecular no citoplasma.[2] [3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Ahmad Sharifi-Viand, Investigation of anomalous diffusion and multifractal dimensions in polypyrrole film, Journal o Electroanalytical Chemistry(Elsevier), 671: 51–57 (2012).
  2. Dietrich Stauffer, Christian Schulze and Dieter W. Heermann; Superdiffusion in a Model for Diffusion in a Molecularly Crowded Environment; Journal of Biological Physics; Volume 33, Number 4, 305-312, DOI: 10.1007/s10867-008-9075-2
  3. Annick LESNE; Physical analysis of chromatin and chromosome movements: from classical theories to open challenges.; Laboratoire de Physique Théorique des Liquides, Université Paris - www.lptmc.jussieu.fr

Ligações externas[editar | editar código-fonte]