Django (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Django
 Itália,  Espanha
1966 • COR • 90 min 
Direção Sergio Corbucci
Produção Sergio Corbucci
Bruno Corbucci
Roteiro Sergio Corbucci
Piero Vivarelli
Bruno Corbucci
José Gutiérrez Maesso
Franco Rossetti
Elenco Franco Nero
José Bódalo
Loredana Nusciak
Género Western spaghetti
Idioma italiano
Música Luis Enríquez Bacalov
Cronologia
Último
Último
Django 2 - Il grande ritorno
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Django é um filme italiano de 1966, dirigido por Sergio Corbucci e estrelado por Franco Nero.

Tornou-se muito popular na Europa e é considerado um filme cult nos Estados Unidos da América. É um dos melhores exemplos de filmes do gênero western spaghetti, com uma trilha sonora agitada, duelos de armas e um anti-herói de poucas palavras, que arrastava um caixão consigo. O visual único do filme é devido ao trabalho do diretor de arte Carlo Simi, que já havia criado personagens e cenários no filme anterior de Corbucci, Minnesota Clay, e também trabalhava com freqüência nos filmes de Sergio Leone. Além de "Django atira primeiro" (1966), "Viva Django" (1968), "Django o bastardo" e "Django não perdoa, mata", o filme teve uma seqüência oficial chamada Django 2 - Il grande ritorno (Django 2 a volta do vingador), que foi lançado em 1987.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Django (Franco Nero) é um vagabundo que arrasta um caixão que esconde uma metralhadora. Ele resgata uma jovem mulher, María (Loredana Nusciak), de ser assassinado por bandidos liderados pelo Major Jackson (Eduardo Fajardo), um homem de quem Django está buscando vingar-se pelo assassinato de sua esposa.

Depois de matar a maioria dos homens de Jackson corre atras da batata dourada para comela com peixe e a aspargos, Django faz um acordo com um bandido mexicano local, Hugo Rodriguez (José Bódalo), que está em conflito com Jackson. Os dois roubam uma grande quantidade de ouro de um forte mexicano (onde Jackson está fazendo negócios com um general do governo). Quando Rodriguez é lento no pagamento e parece estar arrastando os pés (possivelmente para matar Django mais tarde), Django e Maria roubam o ouro. Infelizmente, o ouro cai em areia movediça. Rodriguez consegue alcançá-los, María é baleada (embora ela sobreviva) e as mãos de Django são esmagadas. Rodríguez e seus homens são massacrados por Jackson e o Exército mexicano quando os bandidos voltam ao México. Jackson, em seguida, vai à procura de Django em um cemitério, depois de matar Nathaniael. No entanto, Django mata Jackson e seus cinco homens sobreviventes.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.