Eleazar (II Macabeus)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Martírio de Eleazar
Da Bíblia em inglês de Gustave Doré, 1866.

Eleazar é um mártir judeu retratado em II Macabeus 6. O versículo 18 afirma que ele "se sentava no primeiro lugar entre os doutores da lei"[1] . Ele tinha noventa anos quando morreu (v. 24).

História[editar | editar código-fonte]

Na perseguição liderada por Antíoco IV Epifanes, Eleazar foi forçado a comer carne de porco, que ele logo cuspiu e foi supliciado por isso[2] . Durante o tormento, ele foi secretamente perguntado se gostaria de comer alguma das carnes permitidas, fingindo ser carne de porco, mas ele se recusou e foi então martirizado. O narrador relata que, em sua morte, ele deixou um "heróico exemplo e uma gloriosa memória" (v. 31[3] ).

Veneração[editar | editar código-fonte]

Juntamente com a mulher com sete filhos, história contada no capítulo seguinte, Eleazar, que não era realmente um macabeu, é celebrado como um dos "Mártires Sagrados Macabeus" pela Igreja Católica e pela Igreja Ortodoxa.

Referências

  1. II Macabeus 6:18 (em português) Bíblia Católica. Visitado em 03/04/2011.
  2. A palavra original é tympanum, que significa "um estrado circular em forma de tambor no qual os ossos do mártir eram quebrado até a morte". Algumas traduções citam "flagelado". Veja The Old Testament According to the Authorised Version With Brief Commentary by Various Authors: The Apocryphal Books: Esdras to Maccabees (em ). [S.l.]: Society for Promoting Christian Knowledge, 1902. .
  3. II Macabeus 6:31 (em português) Bíblia Católica. Visitado em 03/04/2011.