Electreto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cavidades e canais num Electreto

Um electreto é um composto iônico cujo ânion é um eléctron.[1] Os primeiros electretos bem estudados foram soluções de metais alcalinos em amônia líquida. [2] Quando o sódio metálico é dissolvido em amônia, resulta uma solução azul consistindo de [Na(NH3)6]+ e eléctrons solvatados. Estas soluções são altamente redutoras, como demonstra sua utilização na redução de Birch. Por evaporação das mesmas obtém-se um espelho de Na. Perdem gradativamente a coloração à medida que os eléctrons reduzem a amônia:

[Na(NH3)6]+e + NH3NaNH2 + H2

A adição de 2,2,2-criptante a uma solução de [Na(NH3)6]+e fornece [Na(2,2,2-crypt)]+e. A evaporação destas soluções gera um sal paramagnético de formula [Na(2,2,2-crypt)]+e, que se decompõe acima de 240 K. Em sais deste tipo, o eléctron está deslocalisado entre os cátions. Os electretos são paramagnéticos e isolantes de Mott

Há forte evidência teórica de comportamento do tipo electreto nas recém-descobertas formas de alta-pressão isolantes do sódio e do lítio.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Dye, J. L.. (2003). "Electrons as Anions". Science 301: 607–608. DOI:10.1126/science.1088103.
  2. Holleman, A. F.; Wiberg, E. "Inorganic Chemistry" Academic Press: San Diego, 2001. ISBN 0-12-352651-5

Leia também[editar | editar código-fonte]