Estrela convidada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em astronomia, a expressão estrela convidada refere-se a uma estrela que se tornou repentinamente visível em um local do céu onde nenhuma estrela já havia sido observada antes, e se torna invisível novamente após algum tempo. O termo é uma tradução literal de registros astronômicos dos antigos chineses. A astronomia moderna reconhece que as estrelas convidadas são manifestações de estrelas variáveis cataclísmicas: novas e supernovas. Ainda assim, o termo "estrela convidada" ainda é usado no contexto de registros antigos, já a classificação exata de um evento astronômico em questão baseia-se em interpretações de registros antigos em vez de observações diretas. Na astronomia da Antiga China, estrelas convidadas ( xing ke 星 客) eram um dos três tipos de "novas estrelas", sendo que os outros dois eram cometas segundo a concepção moderna. O registro mais antigo chinês de estrelas convidadas está contida em Han Shu (汉书), a história da Dinastia Han (206 a.C. - 220 b.C.), e todas as histórias dinásticas subsequentes tinham tais registros.[1]

A Antiga Europa narra possíveis indicações de supernovas, que podem ser vagas referências a eventos astronômicos, como a supernova de 185, também registrada pelos chineses. Ao mesmo tempo, os astrônomos discutem a notável falta de registros europeus da supernova de 1054.[2]

Referências

  1. Zhentao Xu, David W. Pankenier (2000) "East-Asian Archaeoastronomy: Historical Records of Astronomical Observations of China, Japan, and Korea", ISBN 905699302X, Chapter 6, "Guest Stars"
  2. Paul Murdin, Lesley Murdin (1985) "Supernovae", ISBN 052130038X
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.