Falos e Stercus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Falos e Stercus é um grupo de teatro contemporâneo cuja proposta é a "fertilidade criativa e o exercício da sensibilidade humana". Encenou espetáculos no Brasil e na Europa. São responsáveis por alguns espetáculos que questionaram a forma de realização do teatro gaúcho, como PM2, Farsa Trágica, Clã Destino, A Escrita de Borges, La Loba, In Surto, Vôo das Fêmeas, Mithologias do Clã e WWW. Prometeu.

O nome do grupo inspira-se em duas idéias de fertilidade. A primeira, o símbolo usado nos rituais dionisíacos e posteriormente nos festivais de teatro grego: o falo. A segunda relaciona-se ao adubo que dá vida a planta: o esterco.

Peças montadas[editar | editar código-fonte]

  • PM2
  • Farsa Trágica
  • O Clã Destino
  • Mithologias do Clã
  • In Surto
  • La Loba
  • A Escrita de Borges
  • www.prometeu
  • O Vôo das Fêmeas
  • No Vão da Escada
  • Hybris

Ligações externas[editar | editar código-fonte]