Funil separador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Dois tipos de funis: A - tipo cone e B - cilíndrico
Camada de éter com um composto amarelo que é dissolvido no topo e uma fase aquosa no fundo.

O o funil separador, ou funil de separação, ou ainda ampola de decantação, é uma peça de vidraria de laboratório usada para separar líquidos imiscíveis de densidades diferentes

Geralmente, um dos líquidos será a água e o outro, um solvente orgânico como o éter ou o clorofórmio. O funil, que possui uma forma de cone sobreposto por um esfera, tem uma torneira na parte de cima e um bocal na parte de baixo.

Para usá-lo, os tres líquidos em uma mistura são vertidos dentro do funil através do bocal, com o registro fechado. O funil é então tampado, agitado, invertido e o registro é aberto cuidadosamente, para liberar a pressão em excesso, e deixado em descanso. Depois, o registro é aberto de forma a deixar que o líquido mais denso escoe para um outro recipiente. O usuário deve ser ligeiro de forma a fechar o registro exatamente quando todo o líquido mais denso tenha sido evacuado do funil. Isso exige uma certa habilidade. O líquido remanescente pode assim ser transferido a um outro recipiente ou a qualquer lugar onde seja necessário.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]