GfK

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
GfK
Tipo Privada
Indústria Mídia
Fundação 1934
Sede Nuremberg  Alemanha
Página oficial www.gfk.com

A GfK (Gesellschaft für Konsumforschung, actualmente Growth from Knowledge; Crescimento pelo Conhecimento, em português), é uma empresa de estudos de mercado de origem alemã, criada em 1934, com sede em Nuremberg. É a maior empresa do do ramo na Alemanha, e a quinta em termos mundiais.

Foi fundada em 1934, por uma asscociação de professores universitários, dos quais se destaca Ludwig Erhard, que seria, mais tarde, Ministro da Economia e Chanceler da Alemanha.

A empresa entrou no Brasil em 2002, e a partir de 2015, medirá a audiência da televisão brasileira e formará concorrência ao Ibope que medirá 35% a mais do que a empresa brasileira oferece. As redes SBT, Rede Record, RedeTV! e Rede Bandeirantes já assinaram o contrato de 100 milhões de dólares.[1] Com essa nova medição, encerrará um monopólio do Ibope que durou por mais de 30 anos.[2] Dentre as maiores emissoras, apenas a Rede Globo se recusou a assinar com a Gkf, mantendo acordo com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística.[3]

Em Portugal, ficou a medidora oficial do país em meados de 2011, envolto em alguma polémica com os canais TVI e RTP1, que continuaram a usar os dados da antiga medidora Marktest. Porém a partir de 2014, todos os canais generalistas adotaram a GFK como a medidora oficial, depois de ter sido feito uma auditoria.

Notas e Referências

  1. Gfk, rival do Ibope, assina pré-contrato com 4 emissoras veja.abril.com.br. Visitado em 17/12/2013.
  2. GfK e emissoras, enfim, assinam acordo meioemensagem.com.br. Visitado em 17/12/2013.
  3. ‘Fiel’ ao IBOPE, Globo não deve assinar contrato com Gfk rd1.ig.com.br. Visitado em 17/12/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.