Glaciar Gangotri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gomukh, terminal do glaciar Gangotri (em baixo e à direita, atrás da bandeira de oração). O pico Bhagirathi vê-se ao fundo.

O glaciar Gangotri situa-se no distrito de Uttarkashi, Uttarakhand, Índia, próximo da fronteira com a China. Este glaciar é a origem do rio Ganges e é um dos maiores dos Himalaias, com 200 km² de superfície gelada[1] e um volume estimado em 27 km³. [2] Tem cerca de 30 km de comprimento e a sua largura varia entre 2 e 4 km. À sua volta encontram-se vários picos montanhosos como o Shivling, o Thalay Sagar e o Meru. O movimento do glaciar faz-se em direção a noroeste, formando um circo glacial abaixo do Chaukhamba, o pico mais alto da vizinhança.

Diz-se que o término do Gangotri se assemelha à boca de uma vaca e o local é conhecido pelo nome Goumukh (cara de vaca). Goumukh, que se situa a cerca de 18 km da povoação de Gangotri, no sopé do Shivling, é a origem precisa do rio Bhagirathi, um importante tributário do rio Ganges.

O glaciar Gangotri é ainda um destino de peregrinação hindu. Os hindus devotos consideram o banho nas águas geladas próximas de Gangotri um ritual sagrado, e muitos deslocam-se ali com esse propósito.

Recuo do glaciar Gangotri[editar | editar código-fonte]

Este glaciar encontra-se em recuo constante desde 1780. No entanto, durante os últimos 25 anos, recuou mais de 850 metros, 76 dos quais apenas entre 1996 e 1999, comparados com os 2 km ao longo dos últimos 200 anos[3] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Vohra, C. P., in The Himalayas: Aspects of Change (eds Lall, J. S. and Moddie, A. D.), Oxford University Press, New Delhi, 1981, pp 138–151.
  2. Ganges - A River of No Return? the-south-asian.com. Página visitada em 2007-06-24.
  3. Sharma, M. C. and Owen, L. A., J. Quat. Sci. Rev., 1996, 15, 335–365.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.