Grenoble INP

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grenoble INP
Fundação 1970
Tipo de instituição Écoles d'ingénieurs (EPSCP)
Localização Grenoble, Valence (Drôme), França
Diretor(a) Brigitte Plateau
Total de Estudantes 5200
Campus Saint Martin d'Hères / Grenoble Viallet / Grenoble Minatec / Valence
Afiliações Université de Grenoble (PRES), CLUSTER, AGERA, RESCIF, CESAER
Página oficial http://www.grenoble-inp.fr

Grenoble INP (antigamente INPG: Institut national polytechnique de Grenoble) é um sistema tecnológico universitário francês composto de seis écoles d'ingénieurs.

O instituto faz parte da Universidade de Grenoble e da rede CLUSTER (Consortium Linking Universities of Science and Technology for Education and Research).

Formação[editar | editar código-fonte]

Desde 2008, o Grenoble INP compreende seis grandes écoles d'ingénieurs[1] :

Todas se situam em Grenoble ou no campus de Saint-Martin-d'Hères, com a exceção da ESISAR que fica em Valence.

O grupo Grenoble INP recruta a grande parte de seus alunos a partir de concursos comuns politécnicos. Além disso, o grupo Grenoble INP criou, em colaboração com o Institut national polytechnique de Lorraine e o Institut national polytechnique de Toulouse, o "ciclo preparatório politécnico".

Em 2011, o Grenoble INP se classificou como a segunda melhor école d'ingénieur francesa após a École Polytechnique, segundo o QS World University Rankings (Ranking das Universidades) e 102ª faculdade na área de tecnologia[carece de fontes?]. No mesmo ano, o grupo se classificou também em 2º no ranking de L'Usine nouvelle[2] e 1º na classificação da revista Industrie et Technologies[3] .


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de fr:Grenoble INP. Ajude e colabore com a tradução.

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. legifrance.gouv.fr - Arrêté du 4 septembre 2008 portant création d'écoles internes à l'Institut polytechnique de Grenoble
  2. L'Usine nouvelle - LE CLASSEMENT 2011 DES ÉCOLES D’INGÉNIEURS
  3. Revista Industrie et Technologies, IT N°932 - Abril de 2011