Hélène Deschamps Adams

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hélène Deschamps Adams
Nascimento 30 de Janeiro de 1921
Tianjin, China
Morte 16 de setembro de 2006 (85 anos)
Manhattan
Nacionalidade francês, naturalizado norte-americano
Ocupação autor

Hélène Marguerite Deschamps Adams (30 de janeiro de 1921, Tianjin - 16 de setembro de 2006, Manhattan) foi um membro do OSS,[1] , antecessor da CIA.[2]

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Após a ocupação alemã da França (em 1940), Deschamps luta na resistência francesa sob o nome "Anick".[3]

Sofreu diversos ferimentos, sobretudo nas costas das pancadas sofridas num interrogatório, e ficou parcialmente surda devido à explosão de uma bomba.[4] No entanto, quando lhe perguntaram "porque se manteve no perigoso papel de agente secreto, disse 'não gostava da ideia dos nazis tomarem o meu país.'"[5]

Principais obras[editar | editar código-fonte]

  • Spyglass: The Autobiography of Helene Deschamps Adams (1995), ISBN 0805035362

Referências

  1. William Talley, "$20 Game of the Week & Lost Classics: Post Veteran Day Special," POWET.TV (16 de novembro de 2008).
  2. Richard Pyle, "Helene Deschamps Adams, 85, daring French spy, rescuer in WWII," The Boston Globe (21 de setembro de 2006).
  3. Donald Sharpes, Outcasts and Heretics: Profiles in Independent Thought and Courage (2007), 32.
  4. DOUGLAS MARTIN, "Hélène Deschamps Adams, Wartime Hero, Dies at 85," The New York Times (24 de setembro de 2006).
  5. "Notable deaths in 2006," South Florida Sun-Sentinel (28 de setembro de 2006).


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.