Harmonia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

A harmonia é um conceito clássico que se relaciona às ideias de beleza, proporção e ordem.

Na música[editar | editar código-fonte]

É também um conceito musical relacionado com a emissão simultânea de diferentes frequências. Ela trabalha com as sonoridades resultantes da sobreposição de diferentes notas. Na harmonia tradicional, geralmente esses resultados são separados em consonantes ou dissonantes, porém essa classificação tem-se tornado cada vez menos maniqueísta. A harmonia pode ser entendida como o relacionamento vertical do som num pentagrama, enquanto a melodia e o contraponto cuidam do relacionamento horizontal das notas.

Ao longo da história da música, a concepção de harmonia vem modificando-se, desde sua criação na Grécia antiga com Pitágoras, quando se tinha uma compreensão horizontal dela mais relacionada à melodia, até a harmonia atonal, microtonal e outras. A harmonia, desde o Renascimento, tem uma função estrutural na música que foi cada vez se aprimorando mais e que foi apenas questionada por alguns compositores como Varèse e John Cage.

Na Mitologia Grega[editar | editar código-fonte]

É a mãe de Sêmele (deusa grega, mãe de Dioniso).

No design[editar | editar código-fonte]

Quanto ao design, podemos definir harmonia como efeito da composição de formas, não de maneira aleatória, mas de modo que contornos e enchimentos sejam bem definidos, variando segundo um grau de importância preestabelecido e se relacionando com o esquema geral da organização do objeto. Esse objeto pode ser um quadro, um site, enfim, qualquer entidade que esteja sendo composta por partes (engrenagens) menores.

É intrinsecamente ligada às cores, ao ritmo, ao movimento e à composição. A harmonia é, ao mesmo tempo, complemento e elo de união de todos esses conceitos, transcendendo a soma dos valores de cada um isoladamente, pois pode ser considerada a fusão equilibrada de tudo isto em doses exatas, porém em diferentes proporções e inter-relações diretas.

Em outras palavras, à medida que o artista compõe, aplica intuitivamente sua personalidade escolhendo os valores e a importância de cada um dos elementos compositivos para determinar o equilíbrio da obra e, por consequência, a sua harmonia. Visto isto, entendemos que a harmonia está intimamente ligada à expressão pessoal do artista e à sua capacidade de comunicar-se através da obra de arte de modo que seja não somente entendido, mas apreciado.

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Harmonia