It's Now or Never

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


"It's Now or Never"
Single de Elvis Presley
Lançamento Julho de 1960 (Estados Unidos)
Formato(s) Disco de vinil (45 rpm)
Gravação 3 de abril de 1960, RCA Estúdio B, Nashville, TN
Gênero(s) Canção pop, romântica
Duração 3:16
Gravadora(s) RCA
Composição (Eduardo Di Capua/Alfredo Mazzucchi/Giovanni Capurro - original) (Aaron Schroeder/Wally Gold - versão)
Produção Steve Sholes e Chet Atkins
Cronologia de singles de Elvis Presley
Último
Último
"Stuck On You"
(1960)
"Are You Lonesome Tonight?"
(1960)
Próximo
Próximo

It's Now or Never ("É agora ou nunca" em português) é uma canção que tornou-se em um dos maiores êxitos da carreira de Elvis Presley; é uma versão do clássico italiano chamado O Sole Mio, composta no fim do século XIX no ano de 1898, sendo que em 1901 foi reconhecida oficialmente; O sole mio foi gravada pela primeira vez por Giuseppe Anselmi em 1907. A primeira versão em língua inglesa para a referida canção ocorreu em 1949, gravada por Tony Martin com o nome de "There's no Tomorrow". A versão de Elvis é datada de 1960 sendo lançada em single com "A Mess Of Blues" no "lado b". Atingiu a primeira posição da Billboard em agosto de 1960. Foi posteriormente relançada na coletânea Elvis Golden Records Vol.3 de 1963, além de diversos lançamentos ao longo dos anos em álbuns oficiais e piratas.

História[editar | editar código-fonte]

Em sua permanência no exército, Elvis decidira gravar "There’s no Tomorrow", todavia, desejava uma nova letra, assim como um novo arranjo. Os únicos compositores disponíveis naquele instante eram Aaron Schroeder e Wally Gold, portanto, ambos ficaram com a incumbência de escrever uma nova versão para Elvis. Historiadores da obra de Elvis afirmam que o título surgiu rapidamente, cerca de 30 minutos. Um álbum de demonstração foi gravado para que Elvis ouvisse a nova variante da canção, com um arranjo em ritmo de cha-cha-cha. Elvis encantou-se com a versão de demonstração, fato que possibilitou a gravação da mesma por parte de Elvis posteriormente, em um novo ritmo.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Elvis a interpretou em algumas oportunidades em espetáculos na década de 70, onde ele podia mostrar todo o seu poder vocal, principalmente na parte final da canção.
  • Em algumas versões ao vivo, Sherrill Nielsen (vocal de apoio), iniciava a performance cantando O Sole Mio e logo após, Elvis dava prosseguimento com "It's Now or Never", no entanto, sabe-se que o próprio Elvis cantou "O Sole Mio" ao vivo em algumas oportunidades.
  • Devido a problemas com direitos autorais, o lançamento de "It’s Now or Never" na Inglaterra foi adiado por cerca de cinco meses.
  • A revista Billboard indicou "It’s Now or Never" como o melhor "single vocal de 1960".

Outras gravações[editar | editar código-fonte]

  • John Schneider (1981)
  • Paul McCartney (1990)
  • Jack Richter (1993)
  • El Vez & the Memphis Mariachis (1993)