Jeremiah Horrocks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção sobre ciência não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Jeremiah Horrocks
Nacionalidade Inglaterra Inglês
Nascimento 1618
Local Lower Lodge, Inglaterra
Morte 3 de janeiro de 1641 (23 anos)
Alma mater Universidade de Cambridge

Jeremiah Horrocks (16183 de janeiro de 1641), também conhecido como Jeremiah Horrox, foi um astrônomo inglês.

Fez a primeira observação de um trânsito de Vênus.

Horrocks nasceu em Lower Lodge, Otterspoll, Toxteth Park, próximo de Liverpool, em Lancashire. Seu pai foi um pequeno fazendeiro, e seu tio era fabricante de relógios. Foi relativamente pobre durante toda a sua breve vida. Entrou no Emmanuel College em 11 de maio de 1632 como um "sizar". Em 1635, deixou a Universidade de Cambridge sem se graduar formalmente, presumivelmente por causa do elevado custo de seus estudos. Supõe-se que ele se sustentava financeiramente como clérico em Much Hoole, próximo de Preston, em Lancashire, mas há poucas evidências sobre isto. Segundo uma tradição local, em Much Hoole, ele viveu em uma Carr House, uma grande propriedade da família Stones, prósperos fazendeiros e comercientes, e foi tutor dos filhos da família Stones. Horrocks pode ter sido um calvinista e, por causa de sua ligação com o Emmanuel College, e um puritano, a pesar de não existirem registros sobre suas convicções religiosas.

Em Cambridge, ele se familiarizou com os trabalhos de Johannes Kepler, Tycho Brahe, e outros. Kepler calculou a data e a hora de um trânsito de Vênus que ocorreria em 1639, mas o trânsito previsto por Kepler não foi observado. Tendo feito suas próprias observações do planeta Vênus durante anos, Horrocks estava convencido de que a causa do engano estava na imprecisão das tabelas de Lansberg usadas por Kepler em seus cálculos.

Horrocks refez os cálculos, e previu que trânsito começaria em torno das 15:00 de 24 de novembro de 1639 (calendário Juliano, ou 4 de dezembro no calendário Gregoriano) para sua localização em Much Hoole. Para observar com segurança o disco solar, ele projetou a imagem do Sol obtida através de um telescópio simples sobre uma tela. Naquele dia, o céu estava meio nublado. Mesmo assim, ele conseguiu observar a pequena sombra de Vênus cruzando o disco solar às 15:15, e observou-a por meia hora até o por do Sol. O trânsito de 1639 foi também observado por seu amigo e correspondente, William Crabtree, de sua casa em Salford.

As observações de Horrocks lhe permitiram fazer uma previsão muito bem fundamentada, sobre o tamanho de Vênus, bem como fazer uma estimativa do raio da órbita de Vênus. Seu cálculo sugeria 95 milhões de quilômetros, um pouco longe do raio médio atualmente estimado em 108 milhões de quilômetros, mas foi a medida mais precisa de sua época. Um trabalho escrito por Horrocks, intitulado Venus in sub sole visa (Venus in transit across the Sun) foi pulbicado e bancado por Johannes Hevelius em 1662.

Horrocks retornou à Toxteth Park algumas vezes no verão de 1640 e morreu subitamente de causas desconhecidas em 3 de janeiro de 1641, com a idade de apenas 22 anos.

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

Peter Aughton: The transit of Venus: the brief, brilliant life of Jeremiah Horrocks, father of British astronomy. London: Weidenfeld & Nicolson, 2004. ISBN 0-297-84721-X.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]