João de Lemos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João de Lemos
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Data de nascimento 1819
Local de nascimento Peso da Régua, Portugal
Data de falecimento 1890 (71 anos)
Ocupação jornalista, poeta e dramaturgo

João de Lemos Seixas Castelo Branco, (Peso da Régua, 18191890), foi um jornalista, poeta e dramaturgo português.

O «trovador» João de Lemos, como era conhecido desde o tempo de Coimbra, onde se formou em direito, pela publicação do jornal poético O Trovador, interessantíssimo repositório das produções poéticas dum grupo de moços estudantes. Além dele, alma e director dessa publicação, faziam parte do Trovador Luís da Costa Pereira, António Xavier Rodrigues Cordeiro, José Freire de Serpa, Augusto Lima e Couto Monteiro.[1]

Ultra romântico e estrénuo miguelista, adepto furibundo do Ancien-Regime e da Monarquia absoluta que sempre ansiou, com todo o ardor que ressuscita-se, nasceu muito prosaicamente no Peso da Régua, em 1819, às vésperas, portanto, da Revolução de 1820. Mas toda a sua vida dedicou-a ele ao seu ideal político, tendo usufruído de grande prestígio dentro da corte dos talassas da época[2] .

Colaborou em diversas outras publicações periódicas, de que são exemplo o jornal humorístico A Comédia Portuguesa[3] começado a publicar em 1888 e a Revista Universal Lisbonense[4] (1841-1859)

Obras poéticas[editar | editar código-fonte]

  • O funeral e a pomba: poema em 5 cantos
  • Cancioneiro (1858-1867)
    • I - Flores e Amores
    • II - Religião e Pátria
    • III - Impressões e Recordações
  • O livro de Elisa: fragmentos (1869) (eBook)
  • Canções da tarde (1875)
  • Serões de Aldeia (1876)
  • O tio Damião: poema lírico (1886)
  • O Monge Pintor (1889)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Maria Pais Ribeira: drama em 4 actos
  • Um susto feliz: comédia

Compilação de artigos jornalísticos[editar | editar código-fonte]

  • Os Frades
  • Ele e Ela
  • A Inquisição de 1850


Referências

  1. REMÉDIOS, Joaquim Mendes dos. História da literatura portuguesa desde as origens até à actualidade. Lisboa: Lumen, 1921
  2. Antologia da poesia portuguesa, Volume II.
  3. Rita Correia (24 de Junho de 2011). Ficha histórica: A comedia portugueza : chronica semanal de costumes, casos, politica, artes e lettras (pdf) Hemeroteca Municipal de Lisboa. Página visitada em 10 de Setembro de 2014.
  4. Revista universal lisbonense : jornal dos interesses physicos, moraes e litterarios por uma sociedade estudiosa (1841-1859) cópia digital, Hemeroteca Digital
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.