Josiah Warren

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Josiah Warren
Fotografia de Josiah Warren
Nascimento 1798
Boston
Morte 14 de Abril de 1874
Boston
Residência Estados Unidos
Nacionalidade Estadunidense
Ocupação inventor, músico e autor

Josiah Warren (Boston, 1798Boston, 14 de Abril de 1874) foi um anarco-individualista, inventor, músico e autor nos Estados Unidos. O biógrafo William Bailie o considerava o primeiro anarquista norte-americano. O jornal de quatro páginas semanais que editou durante 1833, The Peaceful Revolutionist, foi o primeiro periódico anarquista publicado1 , e uma empresa para a qual ele construiu sua própria tipografia fez suas próprias chapas de impressão2 .

Vida[editar | editar código-fonte]

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Warren nasceu em Boston, Massachusetts em 1798. Mostrou um talento precoce para a música e foi membro do "Old Boston Brigade Band" em uma idade adiantada. Casou-se com 20 anos de idade e em 1821 mudou-se para Cincinnati, Ohio, onde trabalhou em orquestra, foi líder de banda e também professor de música.3 . Ele inventou uma lâmpada ardente pelo sebo em 1821 e fabricou sua invenção por um número de anos em Cincinnati4 .

Owenismo e Nova Harmonia[editar | editar código-fonte]

Em 1825, Warren tornou-se ciente do "sistema social" de Robert Owen e começou a conversar com outras pessoas em Cincinnati a cerca de fundar uma colônia comunista5 . Quando este grupo não conseguiu chegar a um acordo sobre a forma e os objetivos da comunidade proposta, Warren decidiu aderir à comunidade de Owen em Nova Harmonia, Indiana. Tentaram pôr em prática a colônia de Cincinnati sem o envolvimento de Warren, mas falharam6 . Warren viajou de barco de Cincinnati, chegando em New Harmony no início de maio de 1825. Em 1827, ele retornou para Cincinnati, convencido de que a individualização completa dos interesses era necessária para a cooperação. Ele considerou experiência de Owen como "comunista", que ele rejeitou em termos inequívocos, mas desenvolveu um respeito cálido e duradouro por Robert Owen e seus filhos. Um de seus primeiros escritos, publicados no The March of Mind em 1827, atesta isto, tal como mais tarde escritos7 .

Modern Times[editar | editar código-fonte]

Já em 1851, Warren junto a Stephen Pearl Andrews, fundou a colônia de princípios anarco-individualistas, Modern Times, em Long Island, Nova York8 . A experiência teve seu fim devido ao Pânico de 1857, uma queda brusca na economia dos Estados Unidos9 . Havia produtos que a comuna não produzia, e isso obrigava-os a se inserir no mercado e assim serem afetados pela crise3 10 .

Warren morreu em 14 de abril de 1874, em meio a seus amigos, após o desenvolvimento de um edema11 .

Filosofia[editar | editar código-fonte]

Warren, assim como Proudhon, escolheu o caminho do anarquismo e do individualismo. Benjamin Tucker dedicou sua coleção de ensaios, Instead of a Book, em memória de Warren, "meu amigo e mestre ... cujos ensinamentos foram minha primeira fonte de luz". Tucker creditou Warren com sendo "o primeiro homem a expor e formular a doutrina hoje conhecida como anarquismo".12 John Stuart Mill disse que a filosofia de Warren, "embora tendo uma semelhança superficial a alguns dos projetos dos socialistas, é diametralmente oposta a eles, em princípio, uma vez que não reconhece autoridade na sociedade sobre o indivíduo, exceto para aplicar a mesma liberdade de desenvolvimento para todos os indivíduos."13 O princípio de Warren de soberania individual foi posteriormente retomado por Mill e Herbert Spencer14 .

A filosofia individualista de Warren surgiu a partir da sua rejeição ao movimento cooperativo de Robert Owen, do qual foi um dos primeiros participantes, testemunhando em pessoa o fracasso da comuna de Owen de Nova Harmonia.15 Sobre isso, ele escreveu: "Parecia que a diferença de opinião, gostos e fins aumentou na mesma proporção da procura de conformidade [...] Parecia que era a intrínseca lei da natureza de diversidade que havia nos conquistado [...] nossoa "interesses unidos" entraram diretamente em guerra com as individualidades das pessoas e das circunstâncias, o instinto de autopreservação". Segundo Warren, não deve haver absolutamente nenhuma comunidade de bens; todos os bens deve ser individualizada, e "aqueles que defendiam qualquer tipo de comunismo com os bens ligados, interesses, e responsabilidades, foram condenados ao fracasso por causa da individualidade das pessoas envolvidas em tais experiências."16 Warren é conhecido por expor a idéia de "soberania individual".

Ao longo de sua vida, Josiah Warren publicou três obras: Equitable Commerce (1846), True Civilization an Immediate Necessity (1863), e True Civilization (1875)17 .

Referências

  1. [1] Josiah Warren: The First American Anarchist — A Sociological Study, Boston: Small, Maynard & Co., 1906, p. 20
  2. William Bailie, [2] Josiah Warren: The First American Anarchist — A Sociological Study, Boston: Small, Maynard & Co., 1906, p. 20
  3. a b Communalism: From Its Origins to the Twentieth Century
  4. William Bailie, Josiah Warren; George Warren, "Josiah Warren"; "Weekly Summary," The Plough Boy, and Journal of the Board of Agriculture, 2, 52 (May 26, 1821), 415.
  5. Josiah Warren, "The Motives for Communism — How It Worked and What It Led To," Woodhull and Claflin's Weekly, IV, 14 (Feb. 17, 1872), 5.
  6. Josiah Warren, "The Motives for Communism — How It Worked and What It Led To — Article II," Woodhull and Claflin's Weekly, IV, 15 (Feb. 24, 1872).
  7. J. W., "From the March of Mind," New Harmony Gazette (Sept. 10, 1828), 365.
  8. Low Living and High think at Modern Times, New York by Roger Wunderlich, 1.Scale Model of Liberty, pg. 2
  9. Rockoff, Hugh (1997). "Crisis of 1857". in Glasner, David; Cooley, Thomas F., eds. Business cycles and depressions: an encyclopedia. New York: Garland Publishing. pp. 128–32. ISBN 0824009444.
  10. Attempted Utopian Society Modern Times Part 2
  11. William Bailie, [3] op.cit., p. 35
  12. Liberty XIV (December, 1900)
  13. Mill, John Stuart. Autobiography (1873), Oxford University Press, World's Classics edition (1935), p. 217
  14. Harvey Wish. "Stephen Pearl Andrews, American Pioneer Sociologist". Social Forces, Vol. 19, No. 4. (May, 1941), p. 481
  15. EQUITABLE COMMERCE A New Development of Principles by Josiah Warren, pg 7
  16. Butler, Ann Caldwell. "Josiah Warren and the Sovereignty of the Individual". Journal of Libertarian Studies, Vol. IV, No. 4 (Fall 1980)
  17. Modern Times village, Thompson's Station RailRoad, Long Isnland

Ligações externas[editar | editar código-fonte]