Katla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Erupção do Katla em 1918

Katla (Loudspeaker.svg? ouvir) é um dos maiores vulcões da Islândia, que habitualmente entra em erupção em intervalos de 50 anos a 80 anos, sendo que a sua última erupção ocorreu no ano de 1918. Localiza-se no sul da Islândia.[1]

O Katla fica a norte de Vík í Mýrdal e a leste do menor glaciar do Eyjafjallajökull. O seu cume atinge os 1512 m de altitude e está parcialmente coberto pelo glaciar Mýrdalsjökull. O desfiladeiro Eldgjá faz parte do mesmo sistema. A caldeira vulcânica tem 9 km de diâmetro e está coberta com 200–700 m de gelo.

Houve 16 erupções documentadas entre os anos de 930 e 1918 em intervalos variando entre 40 e 80 anos, sendo a última significativa em 1918. Houve depois disso pequenas erupções que não quebraram a cobertura de gelo em 1955 e em 1999.[2]

As erupções catastróficas tiveram um Índice de Explosividade Vulcânica (VEI) entre 4 e 6 (numa escala de 0 a 8). Em comparação, o Eyjafjallajökull teve em 2010 uma erupção classificada como VEI4. Uma erupção VEI6 é comparável à do Pinatubo (Filipinas) em 1991.

Em outubro de 2011 cientistas islandeses declararam o Katla como estando em "ponto de ebulição", prevendo-se o aumento da atividade sísmica e vulcânica[3] .

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre vulcões é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.