Keep the Aspidistra Flying

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Keep the Aspidistra Flying (Mantenha o Sistema[1] / Moinhos de Vento[2] / A Flor da Inglaterra[3] (título no Brasil) ou O Vil Metal (título em Portugal)), é um livro de George Orwell, publicado em 1936.


Sinopse[editar | editar código-fonte]

Trata da subordinação forçada a qual o homem está submetido em relação ao dinheiro. O personagem principal, Gordon Comstock vive na Inglaterra nutrindo constantemente uma sensação de asco e pavor pelo capitalismo e por tudo o que é dele derivado. Essa paranóia para não embarcar no sistema capitalista inicia em sua infância pobre e o persegue até seus trinta anos, época em que encara tudo isso muito mais à sério, o que o leva a não aceitar empregos que paguem bem e a se envolver em situações complicadas por causa da falta de dinheiro.

O título refere-se à aspidistra, flor que, segundo Gordon, todo o inglês respeitável, que possua uma boa casa, uma família e ao menos um pouco de dinheiro, e todo inglês não respeitável e pobre mas que deseja, por assim dizer, entrar na linha e assim tornar-se, possui e rega todos os dias. A aspidistra simboliza o sentimento de conformidade que a humanidade nutre pelo sistema vigente, e sobre o qual é impotente, tendo que necessariamente a ele se adaptar.

O livro recebeu uma adaptação para o cinema[4] intitulada "Keep the Arpidistra Flying" (sem tradução para o português), em 1997, estrelando Richard E. Grant (Gordon Comstock) e Helena Bonham Carter (Rosemary).

Referências

  1. Mantenha o Sistema Ed.Itatiaia. Página visitada em 5 de Novembro de 2010.
  2. Moinhos de Vento Skoob.com. Página visitada em 4 de Novembro de 2010.
  3. A Flor da Inglaterra Companhia das Letras. Página visitada em 19 de Março de 2012.
  4. Página no IMDB.
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.