Lars Fredrik Nilson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lars Fredrik Nilson (27 de maio de 1840 – 14 de maio de 1899) foi um químico sueco que descobriu o escândio em 1879.

Nasceu na paróquia de Skönberga em Östergötland, Suécia. O seu pai, Nikolaus, era um agricultor. A família mudou-se para Gotland quando Fredrik era ainda jovem. Após terminar os seus estudos liceais inscreveu-se na Universidade de Uppsala, e aí estudou Ciências Naturais. O seu talento para a química despertou a atenção do professor de química Lars Svanberg, um antigo aluno de Jöns Jakob Berzelius.[1]

EM 1874 Nilson tornou-se professor associado de química, e a partir daí pôde dedicar mais tempo à investigação. Em 1879 descobriu o escândio enquanto trabalhava com terras raras. Durante este tempo também estudou a densidade gasosa dos metais o que tornou possível determinar a valência de vários metais.[1]

Em 1882, foi nomeado diretor do departamento de investigação química da Real Academia Sueca de Agricultura e Florestas. A sua investigação foi parcialmente redirecionada a partir daqui. Efetuou estudos sobre o leite de vaca e várias forragens.[1]

Nilson era mebro de várias academias e recebeu vários condecorações incluindo a Ordem da Estrela Polar.[1]

Referências

  1. a b c d (em sueco) Lars Fredrik Nilson Svensk Kemisk Tidskrift (1889).

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Nilson, Lars Fredrik. (1879). "Sur l'ytterbine, terre nouvelle de M. Marignac". Comptes Rendus 88: 642 – 647. excerto em inglês
  • Nilson, Lars Fredrik. (1880). "Sur le poids atomique et sur quelques sels caractéristiques du scandium". Comptes Rendus 91: 118 – 121. excerto em inglês