Lei de Baer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em geologia, a lei de Baer, com homenagem a Karl Ernst von Baer, refere-se à ação assimétrica de erosões nas margens dos rios. Assim, com influência do movimento rotativo do planeta Terra, no hemisfério norte, a erosão ocorre sobretudo nas margens da direita dos rios, sendo que no hemisfério sul, tal ação desenvolve-se nas margens da esquerda. Este efeito é proporcional à massa correspondente da corrente de água, sendo mais evidente quanto maiores são rios, como são exemplo os rios Dnieper, Obi, Nilo, Paraná). Em 1926, Albert Einstein, escreveu um artigo explicando as causas deste fenómeno.1

Referências

  1. Martínez-Frías, J; Hochberg, D; Rull, F. (Feb 2006). "Uma revisão das contribuições de Albert Einstein sobre as Ciências da Terra, em comemoração do Ano Mundial da Física". Die Naturwissenschaften 93 (2): 66–71. DOI:10.1007/s00114-005-0076-8. PMID 16453104.
  • Baer, K. E. v., "Über ein allgemeines Gesetz in der Gestaltung der Flußbetten", Kaspische Studien, 1860, VIII, S. 1–6.
  • Einstein, A., "Die Ursache der Mäanderbildung der Flußläufe und des sogenannten Baerschen Gesetzes", Die Naturwissenschaften, 1926, 11, S. 223–224.
  • Einstein, A., "The Causes of the Formation of Meanders in the Courses of Rivers and of the so-called Baer's Law", translation in Ideas and Opinions, Bonanza Books, 1954.

Ver também[editar | editar código-fonte]