Liebfraumilch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uva do tipo Müller-Thurgau frequentemente utilizada na produção do vinho Liebfraumilch.

Liebfraumilch é um vinho branco semi-doce de origem alemã produzido nas regiões de Hesse-Renânia[1] , Mosela-Saar-Ruwer, Pfalz, Rheingau, Hesse-Renânia, Nahe, Francônia, Nahe e Ahr.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O famoso, antes venerado e hoje desprezado tipo de vinho branco alemão, que vinha na garrafa azul[3] , tem um nome que no Brasil e no mundo, quase todos traduzem como "leite da mulher amada". Na verdade, Liebfrau significa "Nossa Senhora" em alemão. Os vinhos eram originalmente produzidos nos vinhedos dos arredores da Liebfrauenstift Church(Igreja de Nossa Senhora). Seria lógico então que a tradução correta fosse: “O leite de Nossa Senhora”, o que é errado.Milch, é uma forma arcaica alemã de Minch ou Monck (monge).[4] Então, significa Monge de Nossa Senhora. Reparem que em quase todas as garrafas há desenhos religiosos que comprovam o que aqui está escrito.

Referências

  1. ERIC PFANNER (12 de outubro de 2012). After the Debacle Called Liebfraumilch (em inglês) The New Yok Times. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  2. Alexandre Lalas. Liebfraumilch é o cacete! Wine report. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  3. Fabiana Gonçalves (15 de agosto de 2008). A saga das garrafas azuis escrivinhos.com. Visitado em 30 de outubro de 2012.
  4. Hrayr Berberoglu. The story of Liebfraumilch (em inglês) James T. Ehler and www.FoodReference.com. Visitado em 30 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.