Lytton Strachey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lytton Strachey com a pintora Dora Carrington

Giles Lytton Strachey (pron. ˈdʒaɪlz ˈlɪtən ˈstreɪtʃɪ; Londres, 1 de março de 1880 — perto de Hungerford, 21 de janeiro de 1932) foi um biógrafo, crítico literário e escritor britânico.

Vida[editar | editar código-fonte]

Ficou conhecido pela publicação, em 1921, do livro Queen Victoria, biografia da rainha Vitória, monarca inglesa que permaneceu no trono por quase 64 anos, de 1837 a 1901, ano de sua morte. Foi durante seu reinado que iniciou-se a fase de industrialização, marcada pelo progresso e pelo conservadorismo. Lytton Strachey morreu em 1932.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Landmarks in French Literature (1912)
  • Eminent Victorians: Cardinal Manning, Florence Nightingale, Dr. Arnold, General Gordon (1918)
  • Rainha Vitória (1921)
  • Books and Characters (1922),
  • Elizabeth and Essex: A Tragic History (1928)
  • Portraits in Miniature and Other Essays (1931),
  • Characters and Commentaries (ed. James Strachey, 1933)
  • Spectatorial Essays (ed. James Strachey, 1964)
  • Ermyntrude and Esmeralda (1969)
  • Lytton Strachey by Himself: A Self Portrait (ed. Michael Holroyd, 1971)
  • The Really Interesting Question and Other Papers (ed. Paul Levy, 1972)
  • The Letters of Lytton Strachey (ed. Paul Levy, 2005)
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este artigo:
Commons-logo.svg Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.