Nó sinusal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde junho de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Nó sinusal, Nó sinoatrial, nódo sinoatrial(NSA) ou Nódulo de Keith e Flack é uma estrutura anatômica do coração que faz parte do sistema cardionector, responsável pela função de marcar o passo natural, ou seja, produz seu próprio potencial de ação, que é o estímulo elétrico. É a estrutura cardíaca com a maior freqüência de despolarização, ou seja, com maior automatismo. Sofre influências locais, do sistema nervoso autônomo e de vários hormônios. Localiza-se na junção do átrio direito com a veia cava superior. Este nó ou nodo, envia um estímulo elétrico pelos feixes internodais até o nódo ou nó atrioventricular (NAV), localizado ao lado do septo interatrial, apoiado sobre o fundo da Cavidade do átrio direito, próximo à válvula atrioventricular tricúspide. No NAV, o estímulo sofre um retardo, que é importante para que os átrios contraiam pouco antes dos ventrículos. Depois o estímulo segue pelo feixe de PURKINJIE que se ramifica e se espalha para os ventrículos direito e esquerdo. No átrio esquerdo existe o ramo de Bachman que faz com que o estímulo se dissipe nesta região, permitindo que os dois átrios se contraiam simultaneamente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.