O Diabo Veste Prada (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Devil Wears Prada
O Diabo Veste Prada
Autor (es) Lauren Weisberger
Idioma inglês
País  Estados Unidos
Género Chick lit
Ilustrador Nick Dewar
Arte de capa Evan Gaffney
Editora Broadway Books
Lançamento 2003
Páginas 360
ISBN 0-7679-1476-7
Edição portuguesa
Tradução Maria do Carmo Figueira
Editora Presença
Lançamento 2004
Páginas 366
ISBN 972-23-3194-9
Edição brasileira
Tradução Ana Luiza Borges
Editora Record
Lançamento 2004
Páginas 400
ISBN 85-0106-803-9

The Devil Wears Prada (em português O Diabo Veste Prada) é um livro best-seller norte-americano, escrito por Lauren Weisberger. Ganhou uma adaptação cinematográfica de mesmo título em 2006.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Conta a história de Andrea Sachs, uma garota do interior recém-saída da faculdade, que consegue o emprego que seria o sonho de consumo de milhões de mulheres: é contratada como assistente de Miranda Priestly, lendária editora da revista Runway. Mas é aí que começa seu real pesadelo, pois sua chefe é um verdadeiro demônio. Além de fazer toda a sociedade nova-iorquina temê-la por seu poder de erguer ou destruir uma carreira, transforma a vida de seus subordinados em um verdadeiro inferno, exigindo as tarefas mais absurdas 24 horas por dia. Neste romance, os leitores acompanham as desventuras de Andrea com muito humor e conhecem um pouco sobre a vida das celebridades e do mundo fashion. A autora do livro, Lauren Weisberger, teve uma experiência de trabalho muito semelhante à de Andrea. Ao sair da universidade, foi trabalhar como assistente de Anna Wintour, lendária editora da Vogue americana.

Adaptação cinematográfica[editar | editar código-fonte]

Em 2006, foi lançado uma versão cinematográfica de mesmo nome, dirigida por David Frankel e estrelado por Meryl Streep e Anne Hathaway, com participação especial de Gisele Bündchen. O filme não só foi um sucesso de crítica e bilheteria, como também ganhou duas indicações ao Óscar: Melhor Atriz (Meryl Streep) e Melhor Figurino.

Referências