Objetivismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Objetivismo é a filosofia identificada pela autora e filósofa russa-americana Ayn Rand.

O Objetivismo afirma que a realidade existe independentemente da consciência, que o ser humano tem contato direto com a realidade através dos sentidos, que pode ter conhecimento objetivo pelo processo de formação de conceitos, da lógica dedutiva e indutiva, que o objetivo moral da vida humana é atingir a própria felicidade ou interesse racional, que o único sistema social consistente com esta moralidade é um que respeite os direitos do seres humanos à vida, liberdade, propriedade e busca à felicidade, ou seja, capitalismo laissez-faire, e que a função da arte é transformar as ideias metafísicas mais abstratas, reproduzindo seletivamente a realidade, em forma física.

Rand originalmente expressou suas ideias filosóficas em romances Quem é John Galt? (conhecido também por "A Revolta de Atlas"), A Nascente e livros de não-ficção como Capitalismo: O Ideal Desconhecido, A Virtude do Egoísmo, entre outros.

O nome Objetivismo vem do princípio de que o conhecimento e valores humanos são objetivos: eles não são criados pelos pensamentos que alguém tem, mas determinados para natureza da realidade, para serem descobertos pelo ser humano. Rand disse que escolheu este nome porque o termo preferido para uma filosofia baseado na primazia da existência - existencialismo - já havia sido usado.

Metafísica / Realidade[editar | editar código-fonte]

A realidade existe independentemente da observação do ser humano, dos sentimentos, desejos, esperanças ou medos.

  • A existência existe e é primária.
  • A consciência humana é consciente da realidade.
  • A é A - o que é, é - identidade.
  • Toda entidade obedece a Lei da Causalidade: causa e efeito.

Epistemologia / Conhecimento[editar | editar código-fonte]

A razão é o único meio para perceber a realidade, a única fonte de conhecimento, o único guia de ação e o meio básico de sobrevivência.

  • Como todo conhecimento é baseado nos sentidos, eles são axiomáticos.
  • Conceitos são formados omitindo medidas.
  • Lógica: a arte de não-contradição.
  • Indução: o processo mental de partir de fatos particulares e generalizá-los para formar novas ideias.
  • Dedução: o processo mental de formar conclusões a partir de premissas; do abstrato ao concreto (particular).

Ética[editar | editar código-fonte]

O ser humano, cada um, é um fim em si mesmo e não um meio para o fim de outros humanos. Deve existir em função de seus próprios propósitos, não se sacrificando por outros nem sacrificando outros por ele.

  • A primeira escolha de todo ser é a existência ou a não-existência e, por isto, a vida do ser humano é o seu padrão moral de vida. Sem ela, nenhum outro valor é possível.
  • A racionalidade é a maior virtude; todas as outras derivam dela.
  • Outras virtudes: produtividade, justiça, orgulho, independência, integridade, honestidade.

São sete virtudes no total.

Política[editar | editar código-fonte]

A liberdade, num sistema político onde os homens se tratam como negociantes livres, em trocas voluntárias, com mútuo benefício e nunca como vítimas e executores, senhores e escravos.

  • Cada pessoa sobrevive baseado na sua habilidade de exercitar e usar a razão. Para que isto seja possível, é preciso banir a iniciação de violência.
  • O governo precisa proteger os direitos do indivíduo à sua vida, liberdade, propriedade e a busca da felicidade.
  • Órgãos de um governo próprio: polícia, exército e cortes de leis.
  • O governo tem de estar separado da: economia, religião, educação e ciência.
  • Como um governo próprio financia suas atividades? Com, e somente com, doações voluntárias de seus cidadãos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ayn Rand
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.