Observations on Man

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Observations on Man, his Frame, his Duty, and his Expectations (tradução livre ao português: Observações sobre Homem, sua Estrutura, seu Dever e suas Expectativas) é a maior obra do fiósofo britânico do século XVIII David Hartley. Publicado em duas partes em 1749 por Samuel Richardson, o livro põe as quatro principais teorias de Hartley: a doutrina das vibrações e a doutrina das associações. A primeira parte do texto trata de descrever a estrutura do corpo e mente humanos, e suas conecções e influências mútuas, a segund, com o deveres e espectativas da humanidade.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Allen, Richard C. (1999). David Hartley on Human Nature. Albany, N.Y.: SUNY Press. ISBN 0-7914-4233-0
  • Ferg, Stephen, Two Early Works of David Hartley, Journal of the History of Philosophy, vol. 19, no. 2 (April 1981), pp. 173–89.
  • James, William, The Principles of Psychology (New York, 1890).
  • Rousseau, George S. (2004). Nervous Acts: Essays on Literature, Culture and Sensibility. Basingstoke: Palgrave Macmillan. ISBN 1-4039-3454-1 (Paperback) ISBN 1-4039-3453-3 (Hardcover)
  • Walls, Joan, The Philosophy of David Hartley and the Root Metaphor of Mechanism: A Study in the History of Psychology, Journal of Mind and Behavior, vol. 3 (1982), pp. 259–74.
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.