Parietaria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaParietaria
Parietaria judaica

Parietaria judaica
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Clado: rosídeas
Ordem: Rosales
Família: Urticaceae
Género: Parietaria
Espécies
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Parietaria

Parietaria é um género botânico pertencente à família Urticaceae.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Classificação do gênero[editar | editar código-fonte]

Sistema Classificação Referência
Linné Classe Polygamia, ordem Monoecia Species plantarum (1753)
Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Rosales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


PARIETÁRIA- Planta medicinal

Plantas Medicinais P12; (Parietária)

NOME;Parietária; ( Parietaria officinalis)

Outros Nomes; Alfavaca-de-cobra, tiritana, erva das muralhas, saxifrágia, erva de vidro, erva-fura-paredes, parte-pedras, erva-dos- muros, vitríolo, erva-de-santa-Ana, erva-de-nossa-senhora, helxina, cobrinha, pulitaina, pulitária, mauerkraut (alemão), espargoule (francês), pellitory, (inglês)

Família; das: Urticácias

Sabor;.Sabor a erva , ligeiramente salgado, os brotos tenros, têm sabor refrescante, fervidos, dão uma tisana de cor amarelo limão, cujo sabor se assemelha ao dos pepinos

COMPONENTES;Rica em salitre, azotado de potássio, mucilagem e enxofre

Propriedades ; Emoliente, calmante; diurética e antiflgisticas, particularmente recomendadas no combate à nefrite, cálculos renais, e outros distúrbios do aparelho urinário, furúnculos, feridas chagas e queimaduras, catarro brônquios, tosse e afecções pulmonares, hidropisia, disfunções hepáticas, fissuras dos seios, e do ânus, problemas das artérias e coração, febres inflamatórias.


           Como os próprios nomes indicam, esta planta vê-se pendurada a espreitar pelos buracos de qualquer muro, como não cresce muito, é vista em pequenas moitas, as folhas são pecioladas, de ovais e lanceoladas, agudas verdes e brilhantes na face superior e pelosas na parte inferior. Dá pequenas flores esverdeadas, ou meio avermelhadas, floresce de Julho a Outubro. Encontra-se nas paredes menos cuidadas, seja na cidade ou qualquer outro lugar, aparece no sopé dos muros dos caminhos, sempre à mão, para nos socorrer numa imprevista dor de dentes, podemos mastiga-la, para lhes subtrair o suco que fica na boca o resto é deitado fora.