Penny-farthing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma penny-farthing fotografada no museu Škoda Auto na República Checa
Dois homens pedalando penny-farthings em Los Angeles, California, 1886.
Velocipedista na Suécia
Pedalam-se penny-farthings até hoje, devido a seu grande valor como novidade.
Estudantes da Chalmers University of Technology em Gothenburg, Suécia, pedalando penny-farthings e um quadriciclo durante o Chalmers Cortège de 2006.
Viajando pelo país, 1887
Componentes de uma penny-farthing
Uma Kangaroo com corrente, que permite a roda dianteira ser menor

Penny-farthing, high wheel e ordinary são termos utilizados para descrever um tipo de bicicleta com uma roda dianteira grande e bem maior que a roda traseira. Este modelo tornou-se bastante popular depois do "boneshaker" e antes do desenvolvimento da "bicicleta segura", na década de 1880.[1] Foram os primeiros veículos a serem chamados de "bicicletas".[2]

Embora elas hoje sejam conhecidas como "penny-farthings", este termo provavelmente foi usado pela primeira vez quando elas já estavam fora de moda; a primeira referência impressa de que se tem cohecimento está registrada na Bicycling News.[3] de 1891. O termo vem da Inglaterra, por causa das moedas penny e farthing, sendo uma bem maior que a outra, de modo que elas representam a bicicleta de lado, o penny na frente e o farthing atrás.[4] Para a maioria das pessoas elas eram conhecidas simplesmente como "bicicletas". No final da década de 1890, o nome "ordinária" começou a ser utilizado, para distinguí-las das "bicicletas seguras"[5]

Embora a moda das penny-farthing tenha durado pouco tempo, elas vieram a se tornar um símbolo da era Vitoriana. Sua popularidade coincide com o nascimento do ciclismo como esporte.[4]

A penny-farthing é uma bicicleta de mecanismo direto, o que quer dizer que os pedais e pedivelas estão ligados diretamente ao cubo. Ao invés de usar uma corrente, coroa e catraca para multiplicar a relação entre os pedais e a roda, a roda principal foi aumentada para sua medida se aproximar do comprimento da perna do ciclista, assegurando maior velocidade. Isto fez com que o ciclista fique posicionado praticamente no topo da roda e torna impossível que ele consiga tocar o chão com os pés enquanto está sentado no selim.[4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Brown, Sheldon. Sheldon Brown Glossary High Wheeler. Página visitada em 2008-05-15.
  2. Pedaling History Bicycle Museum, A Quick History of Bicycles: The High Wheel Bicycle. Página visitada em 2009-01-24.
  3. John Simpson & Edmund Weiner (2008). Oxford English Dictionary Oxford University Press.
  4. a b c Herlihy, David V.. Bicycle, The History. [S.l.]: Yale University Press, 2004. 155–250 pp. ISBN 0-300-10418-9
  5. The Wheelmen FAQ: What do you call high wheel bicycles?. Página visitada em 2009-01-23.

Predefinição:Veículos de tração humana