Poda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na jardinagem, poda é o ato de se retirar parte de plantas, arbustos, árvores, cortando-se ramos, rama ou braços inúteis, o que pode ser periódico e que favorece o seu crescimento, forma-a, trata-a e renova-a. Pode ocorrer a poda natural, que é a queda ou morte natural de ramos, devido a umidade excessiva, falta de incidência de luz ou apodrecimento. Poda de forma é uma forma artificial de poda utilizada na jardinagem que retira folhas, ramos e galhos com o objetivo de modificar sua aparência estética. A poda faz com que cresçam de forma ordenada.

Há artistas que fazem esculturas, cercas, e desenhos com o podamento. Há também uma técnica japonesa de fazer com que a planta não cresça, podando certos galhos, chamada bonsai.

As três possíveis abordagens são: pré-poda, pós-poda ou ambas combinadas. Pode-se podar folhas ou ramos.

É importante observar que diferentes espécies de plantas possuem diferentes padrões de repouso e esse período deve ser levado em conta quando se considera a melhor época para a poda. As espécies utilizadas na arborização urbana, por exemplo, apresentam geralmente três padrões de repouso distintos: repouso real, repouso falso e sem repouso aparente. [1]

Referências

  1. Manual Técnico de Poda de Árvores. Prefeitura de São Paulo. Página visitada em 2013-07-02.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.