Princípios de Filosofia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Uma figura retratando o movimento de objectos, nos Princípios de Filosofia.

Princípios de filosofia é uma obra de René Descartes. É uma obra vasta dividida em quatro partes. A primeira delas trata dos princípios do conhecimento humano; a segunda parte da obra reflecte sobre os princípios das coisas materiais; a terceira por objecto o estudo da composição do universo; e a última o estudo da estrutura da terra.

Objetivos da obra[editar | editar código-fonte]

Descartes escreve osss Princípios da Filosofia com o objectivo didático de serem lidos e estudados nas escolas em substituição do ensino escolástico. Este livro assume-se como um texto de propedêutica filosófica mais do que de desenvolvimento e aprofundamento de questões metafísicas, por isso, esta obra é exposta na forma de artigos em que apresenta em grandes linhas o seu pensamento.

Fiel ao seu propósito, Descartes começa por pôr em causa todas as certezas e convicções, mesmo as que tomamos por inquestionáveis, para a seguir nos conduzir na gigantesca tarefa de reconstruir todo o universo do saber humano, apenas com base nas verdades mais simples e evidentes que o nosso espírito é capaz de conhecer.

A filosofia de Descartes é uma filosofia difícil, exige esforço e concentração por parte de todo aquele que pretenda compreender o seu alcance e a sua originalidade.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]