PuTTY

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Tela de configuração do PuTTy

O PuTTy é um software de emulação de terminal grátis e de código livre. Suporta SSH, destinado a suportar o acesso remoto a servidores via shell seguro e a construção de "túneis" cifrados entre servidores. Também suporta conexão direta (raw), telnet, rlogin e por porta serial.

PuTTY foi originalmente escrito para o Microsoft Windows, mas foi portado para vários outros sistemas operacionais. Portes oficiais só estão disponíveis para algumas plataformas Unix, e em desenvolvimento para o clássico Mac OS e Mac OS X, e as versões não-oficiais foram desenvolvidas para plataformas como Symbian OS e Windows Mobile. PuTTY foi escrito e é mantido principalmente por Simon Tatham.

Para usar o PuTTY não é necessária sua instalação, pois ele roda diretamente pelo arquivo executável Putty.exe.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Armazenamento de host e preferencialmente para uso posterior.
  • Controle sobre o SSH chave de criptografia e versão do protocolo.
  • Linha de comando SCP (secure copy) e clientes SFTP (secure file transfer protocol), chamados de "pscp" e "psftp", respectivamente.
  • Controle sobre o redirecionamento de portas com SSH, (redirecionamento de portas remoto ou dinâmica local), incluindo tratamento interno do X11 forwarding.
  • Emulador de xterm , VT102 sequências de controle, assim como muito do ECMA-48 de emulação de terminal.
  • Suporte IPv6.
  • Suporta 3DES, AES, Arcfour, Blowfish e DES.
  • Suporte de autenticação com chave pública (sem certificado de apoio).
  • Suporte para conexões de porta serial local.
  • Executável independente não requer instalação.
  • Suporta o esquema de compressão atraso zlib@openssh.com (A partir de r9120 2011-03-05).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.