Roland Kuhn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Roland Kuhn (Berna, 1912 -- Scherzingen, 2005) foi um psiquiatra suíço. Descobriu o primeiro antidepressor, a Imipramina, é considerado um dos fundadores da Daseinsanalyse.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sua formação se deu em Berna e Paris. Foi interno em psiquiatria na clínica Waldau de Berna. Exerceu a profissão em Münsterlingen e foi professor em Zurique. Desenvolveu pesquisas sobre o teste de Rorschach. Favorável ao emprego conjunto de psicoterapia e psicofarmacoterapia, aproximou-se na década de 1940 das idéias de Ludwig Binswanger e da Daseinsanalyse, sendo considerado um de seus fundadores.

Em 1954, Kuhn, descobriu o antidepressor Imipramina (comercializada como Tofranil).

Esteve no Brasil, em 1972 participou de uma conferência em Belo Horizonte, onde relacionou a descoberta da Imipramina à psicoterapia (conforme o artigo de C. A. Crespo de Souza indicado nas "ligações externas").

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • KUHN, Roland, "Phénoménologie du masque a travers le test de Rorschach", Ed.: Desclée de Brouwer, 1999. ISBN 2220032744
  • KUHN, Roland, "Psicofarmacologia e análise existencial." Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, ANO VIII, NÚMERO 2, JUNHO DE 2005.
  • KUHN, Roland, "ECRITS SUR L'ANALYSE EXISTENTIELLE." (org. Jean-Claude Marceau), 2007. ISBN 978-2-296-02327-7

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]