Túnel transatlântico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde junho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Túnel Transatlântico é uma hipotética passagem submarina que ligaria a América do Norte à Europa e serviria para trens específicos. Por meio de tecnologias avançadas, esses trens viajariam a velocidades entre 500 e 8.000 km/h.

Projetos para essa obra nunca foram além do simples conceito, muitos deles ligando Nova York a Londres. A principal barreira é o custo, além dos limites atuais da ciência dos materiais.[1]

Os maiores túneis existentes, o Eurotúnel e o Seikan, apesar de usar tecnologia mais barata do que o presumido para o Transatlântico, são financeiramente viáveis — um túnel transatlântico seria 215 vezes maior que o maior existente, mas custaria 3 mil vezes mais.

Referências

  1. Carl Hoffman. (12 April 2004). "Trans-Atlantic MagLev: Vacuum Tube Train". Popular Science.


Ícone de esboço Este artigo sobre Engenharia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.