Teatro da Ópera de Chicago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Teatro da Ópera de Chicago é uma companhia de ópera fundada como Estúdio da Ópera de Chicago em 1974 por Alan Stone para performances de estudantes, mas foi transformado em um palco de apresentações profissionais[1] [2] . A missão inicial do teatro incluía em produções de grandes trabalhos do século XVII até o século XX, dando ênfase em trabalhos de compositores dos Estados Unidos.

A casa da companhia é o Teatro Harris de Música e Dança com 1525 lugares, construído em 2003. Brian Dickie é o atual diretor geral, uma posição que ocupa desde Setembro de 1999. Alexander Platt é o maestro residente e musico conselheiro.

Referências

  1. Marsh, Robert C., "The Fox Years", p. 167: "In April 1974 Alan Stone, who had learned from missteps with the offerings of this Pilot Knob company the previous year, was back on the operatic scene, this time in the five-hundred-seat auditorium of Jones Commercial High School (which remained his company's mainstage location through 1976) with a workshop group he called Chicago Opera Studio and a production of Così fan tutte that had excellent young singers and genuine charm. Six performances cost $8,000 to produce."
  2. Marsh, Robert C., "Author's Preface": "It should be said that Chicago has always had a number of smaller opera groups, some ethnically oriented, some essentially opera workshops to give vocal students performance experience. The Chicago Opera Theater began in 1974 as an organization of this type but was transformed into an important professional production group."
Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço relacionado ao Projeto América do Norte. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.