Território (animal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mirounga angustirostris lutando por território e fêmeas.

Em etologia e sociobiologia, o termo território refere-se a qualquer área sociogeográfica que um animal de uma determinada espécie defende consistentemente contra outros indivíduos da mesma espécie (e, ocasionalmente, de outras espécies). Animais que defendem territórios desta forma são chamados de territoriais.

Animais territoriais defendem áreas que contenham um ninho, toca ou local de acasalamento, e fontes de alimento suficientes para si e para as suas crias. A defesa do território raramente toma a forma de uma luta; mais frequentemente consiste de exibições de aviso ou ameaça, que podem ser visuais, auditivas ou olfactivas.

História[editar | editar código-fonte]

O conceito de territórios animais foi introduzido pela primeira vez pelo ornitólogo britânico Eliot Howard num livro publicado em 1920. Na década de 1930 essa noção foi desenvolvida pela ornitóloga norte-americana Margaret Morse Nice através do estudo do comportamento da espécie Melospiza melodia.

Notas

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.