Titulus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na tradição cristã, um titulus é uma igreja em um conjunto de igrejas cristãs primitivas (cujo conjunto é chamado de "tituli"), construídas ao redor dos limites da cidade de Roma, às quais forma atribuídas padroeiros que as identificavam: "receberam o nome tituli, do nome do fundador ou proprietário que mantinha a propriedade sob a custódia da Igreja" (Enciclopédia Católica de 1908).

O texto mais antigo que se refere a um titulus destes é o da defesa, no século IV, de Atanásio de Alexandria contra os arianos. No final do século V, o Liber Pontificalis reconhecia 25 tituli. Foram adicionados mais três no século XII.

No catolicismo, o proprietário de uma destas igrejas é um "titular". Estes eram inicialmente, por tradição, cidadãos romanos com uma posição social proeminente. A primeira igreja em Roma a ter um titular não italiano foi a de Santi Quattro Coronati: Dietrich de Trier foi nomeado titular em 975 pelo Papa Bento VII. Essa basílica era originalmente Titulus Aemilianae, tendo o seu nome origem na sua fundadora, proprietária da casa suburbana de Roma, cujas fundações se mantém sob a igreja, e da qual a sala de audiências se tornou na basílica eclesiástica.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]