USS Kidd (DDG-100)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
USS Kidd (DDG-100)
US Navy 081021-N-9928E-057 The Arleigh Burk-class guided-missile destroyer USS Kidd (DDG 100) steams behind the Nimitz-class aircraft carrier USS John C. Stennis (CVN 74).jpg
O Kidd em manobras no Oceano Pacífico (2008).
Carreira United States Department of the Navy Seal.svg
Operador Naval Jack of the United States.svg Marinha dos Estados Unidos
Fabricante Ingalls Shipbuilding, Pascagoula, Mississippi
Construção 6 de março de 1998 [1]
Lançamento 15 de dezembro de 2004
Comissionamento 9 de junho de 2007 em Galveston, Texas [2]
Estado Em serviço
Características gerais
Classe Classe Arleigh Burke, contratorpedeiro
Tonelagem 9 200 t (plena carga)[1]
Largura 20,4 m
Comprimento 155 m
Calado 9,3 m
Propulsão 4 turbinas a gás General Electric LM 2500 , 2 hélices
Velocidade 32 nós; autonomia 4 400 milhas náuticas a 20 nós [3]
Armamento
  • um canhão leve Mk-45 5"/62[4]
  • dois lançadores verticais de mísseis Mk-41 VLS para Tomahawk ASM/LAM
  • dois tubos de torpedo Mk-32 (triplo) para torpedos Mk-50 e Mk-46
  • duas metralhadoras Mk 38 Mod 2 25 mm
  • dois sistemas de defesa de mísseis anti-navio CIWS Phalanx
Aeronaves Dois helicópteros SH-60 Sea Hawk
Tripulação 320[1] (aproximado)

O USS Kidd (DDG-100) é um navio de guerra do tipo contratorpedeiro da classe Arleigh Burke [5] .

A embarcação foi construída pelo estaleiro Ingalls Shipbuilding e está baseada na Estação Naval da Marinha dos Estados Unidos localizada no porto de San Diego no estado da California [2] .

O contratorpedeiro navega com o lema "On To Victory".

O navio recebeu o nome do Capitão Isaac Campbell Kidd (1884-1941) que estava a bordo do USS Arizona (BB-39) durante o ataque japonês a Pearl Harbor na Segunda Guerra Mundial [5] . Outros dois contratorpedeiros já haviam recebido o mesmo nome, são eles o USS Kidd (DD-661) (1943-1974) e o USS Kidd (DDG 993) (1981-1988) [6] .

Acidente[editar | editar código-fonte]

O USS Kidd navegando pelo Oceano Pacífico em meados de 2011.

O navio foi danificado durante a sua construção ainda no estaleiro. O furacão Katrina danificou a embarcação, obrigando o navio a retornar a doca seca, atrasando seu comissionamento, programado anteriormente para o outono de 2006 [2] .

Pirataria[editar | editar código-fonte]

Em 5 de janeiro de 2012, a equipe de busca e apreensão equipe (VBSS) do USS Kidd abordou um navio pesqueiro de bandeira iraniana, e deteve 15 supostos piratas que tinham mantido uma tripulação de 13 pescadores durante várias semanas [7] .

Referências

  1. a b c USS Kidd (DDG-100) (em inglês). navysite.de. Página visitada em 4 de junho de 2012.
  2. a b c USS Kidd DDG 100 (em inglês). U.S. Carriers (27 de fevereiro de 2012). Página visitada em 4 de junho de 2012.
  3. DDG-51 Arleigh Burke - Flight I (em inglês). GlobalSecurity (7 de julho de 2011). Página visitada em 4 de junho de 2012.
  4. Mark 45 ~ 5-inch, 54-caliber lightweight gun (em inglês). navysite.de. Página visitada em 11 de maio de 2012.
  5. a b USS Kidd (DDG-100) (em inglês). NavSource Naval History, Photographic History of the United States Navy. Página visitada em 4 de junho de 2012.
  6. DDG 100 Kidd (em inglês). GlobalSecurity (5 de julho de 2011). Página visitada em 4 de junho de 2012.
  7. Douglas Stanglin (6 de janeiro de 2012). U.S. Navy rescues Iranian sailors from pirates (em inglês). USA Today. Página visitada em 4 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre USS Kidd (DDG-100)
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.