Vincenzo Mecozzi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Vincenzo Caetano Onorato Mecozzi, mais conhecido no ambiente artístico e por seus alunos como Vicente Mecozzi, (Frascati, 8 de fevereiro de 1909São Paulo, 1964) foi um pintor, desenhista e professor ítalo-brasileiro. Era filho de Arnaldo Mecozzi (1876-1932) que também exercia o ofício de pintor.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Chegou ao Brasil, juntamente com sua família, ainda menino. Aprendeu os segredos do uso dos pincéis com seu próprio pai, a quem auxiliou na pintura da decoração de várias igrejas, especialmente a do Santuário do Sagrado Coração de Maria, na capital paulista.

Completou seus estudos na Escola de Belas Artes de São Paulo onde foi aluno dos professores Razzo e Lopes de Leão. Nessa época naturalizou-se brasileiro. Exerceu o magistério em diversos colégios paulistanos, como no Colégio Dante Alighieri, onde era muito respeitado e adorado pelos seus alunos, no Colégio São Luís e no Colégio Sion, ensinando desenho.

Em 1934 expôs pela primeira vez, e o fez no recém inaugurado Salão Paulista de Belas Artes. Compareceu a várias edições desse Salão, tendo recebido algumas premiações, destacando-se a Grande Medalha de Prata.

Participou, também, da terceira mostra da Família Artística Paulista, realizada no Rio de Janeiro em agosto de 1940. E, em 1951, recebeu uma menção honrosa no I Salão Paulista de Arte Moderna e participou da 1ª Bienal de São Paulo.

Incentivador da criação do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo e um dos fundadores do Clube dos Artistas e Amigos da Arte, o famoso Clubinho, de cuja diretoria chegou a fazer parte como 1º Secretário.

Mecozzi foi um pintor de paisagens e cenas urbanas, geralmente da cidade de São Paulo. Foi artista de largos recursos, desenho sólido e colorido forte ainda que bem equilibrado e de bom gosto. É um pintor apreciado no mercado de artes mas cujo valor ainda não foi suficientemente reconhecido. [1]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • ALMEIDA, Paulo Mendes de. De Anita ao Museu. São Paulo: Perspectiva, 1976.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Teixeira Leite, ob. cit. p. 320
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.