Álvaro VII do Kongo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alvaro VII
Nome completo Mpanzu-a-Mabondo (nome nativo)
Nascimento  ?
Reino do Kongo
Morte 1666
S.Salvador
Residência S.Salvador, capital do reino
Ocupação Manicongo (rei) de 1665 a 1666.

Álvaro VII (Mpanzu - a-Mabondo), da Casa de Kinlaza, foi rei do Reino do Kongo, de 1665 a 1666.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Quando foi divulgada a morte de António I, na Batalha de Mbwila (29 de Outubro de 1665), um parente do soberano morto, Álvaro, fez-se eleger rei, com o nome de Álvaro VII, depondo Afonso II, que havia sido entronizado pela Casa de Kimpanzu [nota 1] .

Instalado no poder, o novo rei enviou a Luanda (Angola) um Capuchinho de confiança, Fr. Girolamo da Montesarchio, para fazer as pazes com os portugueses (Natal de 1665). Mas o religioso foi retido por uma rebelião em Mbamba, tendo de regressar à capital, em Junho de 1666, onde encontrou Álvaro VII morto, isso porque, entretanto, o poderoso Conde de Soyo, Paulo da Silva, marchara sobre S. Salvador, matara o Rei e proclamara Álvaro VIII em seu lugar.

Notas

  1. O rei deposto refugiou-se nas montanhas de Nkondo, onde liderou um grupo rebelde, até sua morte.
Precedido por
Afonso II
Reis do Kongo
16651666
Sucedido por
Álvaro VIII
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.