Portal:Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Portal Angola


Portal Angola
Este portal pretende reunir informações sobre os mais variados temas relacionados com Angola.
Black Stones Pungo Adongo.JPG Luanda Skyline - Angola 2015.jpg Porto de Luanda - Angola 2015.jpg Huambo Jardim da Cultura.jpg Igreja da Arrábida in Lobito - Angola 2015.jpg Igreja Benguela, Angola.jpg National Assembly Building (19898889148).jpg Banco Nacional de Angola in Luanda - Angola 2015.jpg Lubango.jpg Estadio-11Nov-Luanda 05 linke-Seite-Totale LWS-2011-08-NC 1001.jpg Miradouro da Lua.jpg


Angola

Flag of Angola.svg
Emblem of Angola.svg
Mapa de localização.

Angola é um país localizado na costa ocidental africana, delimitado a norte e a leste pela República Democrática do Congo, a leste pela Zâmbia, a sul pela Namíbia e a oeste pelo Oceano Atlântico. Angola inclui também o enclave de Cabinda, através do qual faz também fronteira com a República do Congo, a norte.

Uma antiga província ultramarina portuguesa, Angola foi colonizada a partir dos finais do século XV, na sequência das viagens do navegador português Diogo Cão, tendo alcançado a independência a 11 de novembro de 1975. Entre 1975 e 2002, Angola foi fustigada por uma guerra civil, o mais longo conflito em África, que causou meio milhão de mortos. Apesar da maior parte da população viver na pobreza, Angola detém recursos naturais consideráveis, sendo o segundo maior produtor de petróleo e exportador de diamantes da África subsariana. Angola é uma república presidencialista multipartidária desde 1992. A capital e maior cidade de Angola é Luanda.

Angola conta com cerca de duas dezenas de línguas nacionais, entre as quais o kikongo, o kimbundo, o Chócue e o umbundo. O português, único idioma oficial, é usado por 60% dos angolanos, metade dos quais o tem como língua materna.

Artigo destacado aleatório

Panorama de Luanda.

Luanda é a capital e a maior cidade de Angola, sendo também a capital da província homónima. Localizada na costa do Oceano Atlântico, é o principal porto e centro administrativo de Angola. Tem uma população de aproximadamente 4,5 milhões de habitantes.

As indústrias presentes na cidade incluem a transformação de produtos agrícolas, produção de bebidas, têxteis, cimento, plásticos, metalurgia, cigarros, e sapatos. O petróleo, extraído nas imediações, é refinado na cidade, embora a refinaria tenha sido várias vezes danificada durante a guerra civil. Luanda possui um excelente porto natural, sendo as principais exportações: café, algodão, açúcar, diamantes, ferro e sal.

A cidade foi fundada pelo português Paulo Dias de Novais, em 1576, com o nome de São Paulo da Assunção de Luanda. Em 1618, foi construído o forte de São Pedro da Barra e, em 1634, o de São Miguel. Luanda é a capital de Angola desde 1627. Os luandenses são, na sua grande maioria, membros de grupos étnicos africanos, incluindo ovimbundos, quimbundos e bacongos. Existe uma pequena minoria de origem europeia. A língua oficial e mais falada é o português, mas são também faladas várias línguas do grupo bantu.


História

Mapa do antigo Reino do Dongo

A história de Angola encontra-se documentada, do ponto de vista arqueológico, desde o período Paleolítico, e através de fontes escritas e orais, desde meados do primeiro milénio. Os habitantes originais de Angola foram caçadores-colectores coissã, dispersos e pouco numerosos. A expansão dos povos bantos, chegando do norte a partir do segundo milénio, forçou os coissãs (quando não eram absorvidos) a recuar para o sul onde grupos residuais existem até hoje, em Angola, na Namíbia e no Botsuana.

Os bantos eram agricultores e caçadores. Sua expansão, a partir da África Centro-Ocidental, se deu em grupos menores, que se relocalizaram de acordo com as circunstâncias político-económicas e ecológicas. Entre os séculos XIV e XVII, uma série de reinos foi estabelecida, sendo o principal o Reino do Congo que abrangeu o Noroeste da Angola de hoje e uma faixa adjacente da hoje República Democrática do Congo, da República do Congo e do Gabão; a sua capital situava-se em Mabanza Congo e o seu apogeu se deu durante os séculos XIII e XIV. Outro reino importante foi o Reino do Dongo, constituído naquela altura a Sul-Sudeste do Reino do Congo. No Nordeste da Angola actual, mas com o seu centro no Sul da actual República Democrática do Congo, constituiu-se, sem contacto com os reinos atrás referidos, o Reino de Lunda.

Imagem aleatória

Categorias

Como colaborar

Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com Angola na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.


Você sabia

  • ...que Angola é o sétimo maior país do continente africano?
  • ...que uma das atrações naturais mais procuradas do país são as quedas de Calandula, a segunda maior queda d’água de África?


Biografia selecionada

Isabel dos Santos

Isabel dos Santos (Baku, RSS do Azerbaijão, 20 de Abril de 1973) é uma empresária angolana, com actividades ligadas aos sectores das telecomunicações, da banca, da energia e do retalho centradas no seu país e em Portugal. Segundo a revista norte-americana Forbes, é a africana mais rica, com uma fortuna estimada de três mil milhões de dólares. Em 2014, foi considerada como a empreendedora "número um" em África.

É filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos e da sua primeira esposa Tatiana Kukanova, de origem russa, na altura cidadã soviética e antiga campeã de xadrez. Isabel dos Santos estudou na St Paul's Girls School, em Londres, e formou-se em Engenharia Electrotécnica, no King's College de Londres. Ao longo dos últimos 20 anos, tem sido gestora e desempenhado funções de administração em empresas cotadas em bolsas europeias. Em Junho de 2016, José Eduardo dos Santos nomeou Isabel dos Santos para as funções de presidente do conselho de administração da petrolífera estatal Sonangol. Em novembro de 2015, a BBC elegeu Isabel dos Santos como uma das 100 mulheres mais influentes do mundo pelo seu papel preponderante na economia e no desenvolvimento do continente africano. Em dezembro de 2016, o site Politico a escolheu com uma das 28 personalidades capazes de transformar as políticas e as ideias na Europa.


Predefinições

Wikimedia

Angola no Wikinotícias     Angola no Wikiquote     Angola no Wikilivros     Angola no Wikisource     Angola no Wikcionário     Angola na Wikiversidade     Angola no Wikivoyage     Angola no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/AngolaWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/AngolaWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/AngolaWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/AngolaWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/AngolaWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/AngolaWikiversity-logo.svg
https://pt.wikivoyage.org/wiki/Special:Search/AngolaWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:AngolaCommons-logo.svg